O primeiro-ministro Boris Johnson com o primeiro-ministro canadense Justin Trudeau