O primeiro-ministro Netanyahu e o embaixador dos EUA em Israel Friedman acendem uma vela de Chanucá no Muro das Lamentações