Oficiais da missão de paz da ONU, mortos em um atentado no Mali, são enterrados

Foto: Clube Atlético Mineiro
Atlético-MG perde para o Raja Casablanca e cai na semi do Mundial
19 de dezembro de 2013
Fabio Rodrigues Pozzebom/ABr (12/08/2011)
Gilberto Kassab terá que devolver metade do salário do seu 2º mandato
19 de dezembro de 2013
355
Compartilhe
Foto: Marco Dormino/ UN (18/12/2013)

Foto: Marco Dormino/ UN (18/12/2013)

Foto: Marco Dormino/ UN (18/12/2013)

Foto: Marco Dormino/ UN (18/12/2013)

Bamako- Mali, 18/12/2013- Um ataque com carro-bomba no dia 14 de dezembro, na cidade de Kidal, no nordeste do Mali, matou dois soldados de paz senegaleses da Missão das Nações Unidas de Estabilização Multidimensional Integrado no Mali (MINUSMA), e feriu pelo menos outras sete forças de paz e quatro guardas nacionais do Mali. Na foto, soldados da missão de paz, carregam os caixões de duas vítimas do ataque.

Foto: Marco Dormino/ UN (18/12/2013)

Foto: Marco Dormino/ UN (18/12/2013)

Bamako- Mali, 18/12/2013- Soldados da missão de paz, em posição de sentido diante dos caixões de seus colegas durante uma cerimônia funeral realizada pelas forças de paz senegalesas, mortos no ataque.

Foto: Marco Dormino/ UN (18/12/2013)

Foto: Marco Dormino/ UN (18/12/2013)

Bamako- Mali, 18/12/2013- Da esquerda para a direita: Albert Gerard (Bert) Koenders, Representante Especial do Secretário-Geral e Chefe do MINUSMA; Soumeylou Boubèye Maïga, o ministro da Defesa da República do Mali, e Abdoulaye Bathily, Vice-Representante Especial do Secretário-Geral, em MINUSMA.

Foto: Marco Dormino/ UN (18/12/2013)

Foto: Marco Dormino/ UN (18/12/2013)

Bamako- Mali, 18/12/2013- A medalha de honra é colocada em um caixão, durante uma cerimônia funeral realizada por tropas de paz para os dois senegaleses mortos no ataque.