Operação combate o desmatamento e a pesca predatória

Ministro do Meio Ambiente participa de audiência na Câmara
30 de agosto de 2017
Cida e Alkmin reforçam parceria para o Projeto Angra Doce
30 de agosto de 2017
472
Compartilhe

O trabalho conjunto do Instituto de Desenvolvimento Florestal e da Biodiversidade do Estado do Pará (Ideflor-bio), Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas), Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semma) de Tucuruí, Polícia Militar e Eletrobrás resultou na apreensão de peixes e de materiais irregulares usados na pesca predatória, e no combate ao desmatamento na Região do Mosaico do Lago de Tucuruí, que abrange os municípios de Tucuruí, Breu Branco, Goianésia, Jacundá, Nova Ipixuna, Itupiranga e Novo Repartimento. A ação de fiscalização (foto) chamada de “Operação vai ou racha” apreendeu 300 quilos de pescados, três arpões, quatro nadadeiras, quatro máscaras de mergulho, duas rabetas, três motosserras, 3.000 metros de malhadeiras, 484 estacas, 200 mourões e seis espingardas. FOTO: ASCOM / IDEFLOR-BIO DATA: 29.08.2017 TUCURUÍ - PARÁ

O trabalho conjunto do Instituto de Desenvolvimento Florestal e da Biodiversidade do Estado do Pará (Ideflor-bio), Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas), Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semma) de Tucuruí, Polícia Militar e Eletrobrás resultou na apreensão de peixes e de materiais irregulares usados na pesca predatória, e no combate ao desmatamento na Região do Mosaico do Lago de Tucuruí, que abrange os municípios de Tucuruí, Breu Branco, Goianésia, Jacundá, Nova Ipixuna, Itupiranga e Novo Repartimento. A ação de fiscalização (foto) chamada de “Operação vai ou racha” apreendeu 300 quilos de pescados, três arpões, quatro nadadeiras, quatro máscaras de mergulho, duas rabetas, três motosserras, 3.000 metros de malhadeiras, 484 estacas, 200 mourões e seis espingardas.
FOTO: ASCOM / IDEFLOR-BIO
DATA: 29.08.2017
TUCURUÍ – PARÁ

O trabalho conjunto do Instituto de Desenvolvimento Florestal e da Biodiversidade do Estado do Pará (Ideflor-bio), Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas), Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semma) de Tucuruí, Polícia Militar e Eletrobrás resultou na apreensão de peixes e de materiais irregulares usados na pesca predatória, e no combate ao desmatamento na Região do Mosaico do Lago de Tucuruí, que abrange os municípios de Tucuruí, Breu Branco, Goianésia, Jacundá, Nova Ipixuna, Itupiranga e Novo Repartimento. A ação de fiscalização (foto) chamada de “Operação vai ou racha” apreendeu 300 quilos de pescados, três arpões, quatro nadadeiras, quatro máscaras de mergulho, duas rabetas, três motosserras, 3.000 metros de malhadeiras, 484 estacas, 200 mourões e seis espingardas.
FOTO: ASCOM / IDEFLOR-BIO
DATA: 29.08.2017
TUCURUÍ – PARÁ

O trabalho conjunto do Instituto de Desenvolvimento Florestal e da Biodiversidade do Estado do Pará (Ideflor-bio), Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas), Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semma) de Tucuruí, Polícia Militar e Eletrobrás resultou na apreensão de peixes e de materiais irregulares usados na pesca predatória, e no combate ao desmatamento na Região do Mosaico do Lago de Tucuruí, que abrange os municípios de Tucuruí, Breu Branco, Goianésia, Jacundá, Nova Ipixuna, Itupiranga e Novo Repartimento. A ação de fiscalização (foto) chamada de “Operação vai ou racha” apreendeu 300 quilos de pescados, três arpões, quatro nadadeiras, quatro máscaras de mergulho, duas rabetas, três motosserras, 3.000 metros de malhadeiras, 484 estacas, 200 mourões e seis espingardas.
FOTO: ASCOM / IDEFLOR-BIO
DATA: 29.08.2017
TUCURUÍ – PARÁ

O trabalho conjunto do Instituto de Desenvolvimento Florestal e da Biodiversidade do Estado do Pará (Ideflor-bio), Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas), Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semma) de Tucuruí, Polícia Militar e Eletrobrás resultou na apreensão de peixes e de materiais irregulares usados na pesca predatória, e no combate ao desmatamento na Região do Mosaico do Lago de Tucuruí, que abrange os municípios de Tucuruí, Breu Branco, Goianésia, Jacundá, Nova Ipixuna, Itupiranga e Novo Repartimento. A ação de fiscalização (foto) chamada de “Operação vai ou racha” apreendeu 300 quilos de pescados, três arpões, quatro nadadeiras, quatro máscaras de mergulho, duas rabetas, três motosserras, 3.000 metros de malhadeiras, 484 estacas, 200 mourões e seis espingardas.
FOTO: ASCOM / IDEFLOR-BIO
DATA: 29.08.2017
TUCURUÍ – PARÁ

O trabalho conjunto do Instituto de Desenvolvimento Florestal e da Biodiversidade do Estado do Pará (Ideflor-bio), Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas), Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semma) de Tucuruí, Polícia Militar e Eletrobrás resultou na apreensão de peixes e de materiais irregulares usados na pesca predatória, e no combate ao desmatamento na Região do Mosaico do Lago de Tucuruí, que abrange os municípios de Tucuruí, Breu Branco, Goianésia, Jacundá, Nova Ipixuna, Itupiranga e Novo Repartimento. A ação de fiscalização (foto) chamada de “Operação vai ou racha” apreendeu 300 quilos de pescados, três arpões, quatro nadadeiras, quatro máscaras de mergulho, duas rabetas, três motosserras, 3.000 metros de malhadeiras, 484 estacas, 200 mourões e seis espingardas.
FOTO: ASCOM / IDEFLOR-BIO
DATA: 29.08.2017
TUCURUÍ – PARÁ

O trabalho conjunto do Instituto de Desenvolvimento Florestal e da Biodiversidade do Estado do Pará (Ideflor-bio), Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas), Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semma) de Tucuruí, Polícia Militar e Eletrobrás resultou na apreensão de peixes e de materiais irregulares usados na pesca predatória, e no combate ao desmatamento na Região do Mosaico do Lago de Tucuruí, que abrange os municípios de Tucuruí, Breu Branco, Goianésia, Jacundá, Nova Ipixuna, Itupiranga e Novo Repartimento. A ação de fiscalização (foto) chamada de “Operação vai ou racha” apreendeu 300 quilos de pescados, três arpões, quatro nadadeiras, quatro máscaras de mergulho, duas rabetas, três motosserras, 3.000 metros de malhadeiras, 484 estacas, 200 mourões e seis espingardas.
FOTO: ASCOM / IDEFLOR-BIO
DATA: 29.08.2017
TUCURUÍ – PARÁ

O trabalho conjunto do Instituto de Desenvolvimento Florestal e da Biodiversidade do Estado do Pará (Ideflor-bio), Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas), Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semma) de Tucuruí, Polícia Militar e Eletrobrás resultou na apreensão de peixes e de materiais irregulares usados na pesca predatória, e no combate ao desmatamento na Região do Mosaico do Lago de Tucuruí, que abrange os municípios de Tucuruí, Breu Branco, Goianésia, Jacundá, Nova Ipixuna, Itupiranga e Novo Repartimento. A ação de fiscalização (foto) chamada de “Operação vai ou racha” apreendeu 300 quilos de pescados, três arpões, quatro nadadeiras, quatro máscaras de mergulho, duas rabetas, três motosserras, 3.000 metros de malhadeiras, 484 estacas, 200 mourões e seis espingardas.
FOTO: ASCOM / IDEFLOR-BIO
DATA: 29.08.2017
TUCURUÍ – PARÁ

O trabalho conjunto do Instituto de Desenvolvimento Florestal e da Biodiversidade do Estado do Pará (Ideflor-bio), Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas), Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semma) de Tucuruí, Polícia Militar e Eletrobrás resultou na apreensão de peixes e de materiais irregulares usados na pesca predatória, e no combate ao desmatamento na Região do Mosaico do Lago de Tucuruí, que abrange os municípios de Tucuruí, Breu Branco, Goianésia, Jacundá, Nova Ipixuna, Itupiranga e Novo Repartimento. A ação de fiscalização (foto) chamada de “Operação vai ou racha” apreendeu 300 quilos de pescados, três arpões, quatro nadadeiras, quatro máscaras de mergulho, duas rabetas, três motosserras, 3.000 metros de malhadeiras, 484 estacas, 200 mourões e seis espingardas.
FOTO: ASCOM / IDEFLOR-BIO
DATA: 29.08.2017
TUCURUÍ – PARÁ

O trabalho conjunto do Instituto de Desenvolvimento Florestal e da Biodiversidade do Estado do Pará (Ideflor-bio), Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas), Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semma) de Tucuruí, Polícia Militar e Eletrobrás resultou na apreensão de peixes e de materiais irregulares usados na pesca predatória, e no combate ao desmatamento na Região do Mosaico do Lago de Tucuruí, que abrange os municípios de Tucuruí, Breu Branco, Goianésia, Jacundá, Nova Ipixuna, Itupiranga e Novo Repartimento. A ação de fiscalização (foto) chamada de “Operação vai ou racha” apreendeu 300 quilos de pescados, três arpões, quatro nadadeiras, quatro máscaras de mergulho, duas rabetas, três motosserras, 3.000 metros de malhadeiras, 484 estacas, 200 mourões e seis espingardas.
FOTO: ASCOM / IDEFLOR-BIO
DATA: 29.08.2017
TUCURUÍ – PARÁ

O trabalho conjunto do Instituto de Desenvolvimento Florestal e da Biodiversidade do Estado do Pará (Ideflor-bio), Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas), Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semma) de Tucuruí, Polícia Militar e Eletrobrás resultou na apreensão de peixes e de materiais irregulares usados na pesca predatória, e no combate ao desmatamento na Região do Mosaico do Lago de Tucuruí, que abrange os municípios de Tucuruí, Breu Branco, Goianésia, Jacundá, Nova Ipixuna, Itupiranga e Novo Repartimento. A ação de fiscalização (foto) chamada de “Operação vai ou racha” apreendeu 300 quilos de pescados, três arpões, quatro nadadeiras, quatro máscaras de mergulho, duas rabetas, três motosserras, 3.000 metros de malhadeiras, 484 estacas, 200 mourões e seis espingardas.
FOTO: ASCOM / IDEFLOR-BIO
DATA: 29.08.2017
TUCURUÍ – PARÁ

O trabalho conjunto do Instituto de Desenvolvimento Florestal e da Biodiversidade do Estado do Pará (Ideflor-bio), Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas), Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semma) de Tucuruí, Polícia Militar e Eletrobrás resultou na apreensão de peixes e de materiais irregulares usados na pesca predatória, e no combate ao desmatamento na Região do Mosaico do Lago de Tucuruí, que abrange os municípios de Tucuruí, Breu Branco, Goianésia, Jacundá, Nova Ipixuna, Itupiranga e Novo Repartimento. A ação de fiscalização (foto) chamada de “Operação vai ou racha” apreendeu 300 quilos de pescados, três arpões, quatro nadadeiras, quatro máscaras de mergulho, duas rabetas, três motosserras, 3.000 metros de malhadeiras, 484 estacas, 200 mourões e seis espingardas.
FOTO: ASCOM / IDEFLOR-BIO
DATA: 29.08.2017
TUCURUÍ – PARÁ

O trabalho conjunto do Instituto de Desenvolvimento Florestal e da Biodiversidade do Estado do Pará (Ideflor-bio), Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas), Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semma) de Tucuruí, Polícia Militar e Eletrobrás resultou na apreensão de peixes e de materiais irregulares usados na pesca predatória, e no combate ao desmatamento na Região do Mosaico do Lago de Tucuruí, que abrange os municípios de Tucuruí, Breu Branco, Goianésia, Jacundá, Nova Ipixuna, Itupiranga e Novo Repartimento. A ação de fiscalização (foto) chamada de “Operação vai ou racha” apreendeu 300 quilos de pescados, três arpões, quatro nadadeiras, quatro máscaras de mergulho, duas rabetas, três motosserras, 3.000 metros de malhadeiras, 484 estacas, 200 mourões e seis espingardas.
FOTO: ASCOM / IDEFLOR-BIO
DATA: 29.08.2017
TUCURUÍ – PARÁ

O trabalho conjunto do Instituto de Desenvolvimento Florestal e da Biodiversidade do Estado do Pará (Ideflor-bio), Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas), Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semma) de Tucuruí, Polícia Militar e Eletrobrás resultou na apreensão de peixes e de materiais irregulares usados na pesca predatória, e no combate ao desmatamento na Região do Mosaico do Lago de Tucuruí, que abrange os municípios de Tucuruí, Breu Branco, Goianésia, Jacundá, Nova Ipixuna, Itupiranga e Novo Repartimento. A ação de fiscalização (foto) chamada de “Operação vai ou racha” apreendeu 300 quilos de pescados, três arpões, quatro nadadeiras, quatro máscaras de mergulho, duas rabetas, três motosserras, 3.000 metros de malhadeiras, 484 estacas, 200 mourões e seis espingardas.
FOTO: ASCOM / IDEFLOR-BIO
DATA: 29.08.2017
TUCURUÍ – PARÁ

O trabalho conjunto do Instituto de Desenvolvimento Florestal e da Biodiversidade do Estado do Pará (Ideflor-bio), Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas), Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semma) de Tucuruí, Polícia Militar e Eletrobrás resultou na apreensão de peixes e de materiais irregulares usados na pesca predatória, e no combate ao desmatamento na Região do Mosaico do Lago de Tucuruí, que abrange os municípios de Tucuruí, Breu Branco, Goianésia, Jacundá, Nova Ipixuna, Itupiranga e Novo Repartimento. A ação de fiscalização (foto) chamada de “Operação vai ou racha” apreendeu 300 quilos de pescados, três arpões, quatro nadadeiras, quatro máscaras de mergulho, duas rabetas, três motosserras, 3.000 metros de malhadeiras, 484 estacas, 200 mourões e seis espingardas.
FOTO: ASCOM / IDEFLOR-BIO
DATA: 29.08.2017
TUCURUÍ – PARÁ