Oposição insistirá na convocação de ex-diretores na CPI da Petrobras

Foto: Mike DuBose/ UMNS (05/04/2014)
Morre médico de Serra Leoa, Martin Salia transferido aos EUA com ebola
17 de novembro de 2014
Seminário Pacto pela Boa Governança: Um Retrato do Brasil
17 de novembro de 2014
346
Compartilhe
Foto: Waldemir Barreto/ Agência Senado

Foto: Waldemir Barreto/ Agência Senado

17/11/2014- Brasília- DF, Brasil- O senador Aloysio Nunes (PSDB-SP) defendeu a instalação de uma nova comissão parlamentar de inquérito para investigar as denúncias de irregularidades envolvendo a Petrobras e as empreiteiras brasileiras. Após vir à tona a sétima fase da operação Lava Jato, o senador disse que a oposição já colhe assinaturas para a criação de uma comissão parlamentar mista de inquérito (CPMI).

Foto: Waldemir Barreto/ Agência Senado

Foto: Waldemir Barreto/ Agência Senado

17/11/2014- Brasília- DF, Brasil- “Nós queremos que essa [nova] CPMI funcione. Renovaremos, agora, o pedido de convocação de Renato Duque, [de] Sérgio Machado, porque a base do governo impediu a convocação deles na sessão passada, obstruíram”, disse o líder do PSDB no Senado. Acrescentou que a oposição insistirá na convocação dos ex-diretores na reunião da comissão de inquérito que investiga a Petrobras, ainda “nesta semana”.

Foto: Waldemir Barreto/ Agência Senado

Foto: Waldemir Barreto/ Agência Senado

17/11/2014- Brasília- DF, Brasil- De acordo com o senador Pedro Taques (PDT-MT), foram criadas neste ano duas CPIs “para inglês ver”. A seu ver, em 2015, será necessário que a nova comissão que defenda o direito de o cidadão saber o que se passa na Petrobras, sem “semprejulgamentos”. Para Aloysio Nunes, a sétima fase da Operação Lava jato, da Polícia Federal, significa um novo patamar das investigações, a partir do qual virá uma outra, “dos políticos envolvidos na corrupção”. O que não pode haver, na opinião do parlamentar de oposição, é uma revelação antecipada que atrapalhe as investigações.