TSE – Audiência pública “ Arrecadação e gastos de recursos por partidos políticos e candidatos, e prestação de contas nas eleições”
26 de novembro de 2019
Apresentação Nacional do Peru de Ação de Graças 2019
26 de novembro de 2019
268
Compartilhe

A partir de 25 de novembro, o Dia Internacional pela Eliminação da Violência contra as Mulheres, vários eventos em todo o mundo, como marchas, competições de arte, comícios e maratonas de ciclismo serão organizados como parte das atividades do Sistema das Nações Unidas para os 16 dias de ativismo contra o gênero. -Based Violence, para incentivar ações para acabar com este flagelo que afeta uma em cada três mulheres em todo o mundo.

 Na ONU, a campanha anual de 16 dias, que mobiliza governos e público, é comemorada sob a égide da campanha do Secretário-Geral UNiTE até 2030 para acabar com a violência contra as mulheres.
O tema da comemoração da ONU deste ano, que usa a cor laranja para simbolizar a esperança e um futuro melhor sem violência contra as mulheres, é: “Laranja o mundo: a igualdade de geração está contra o estupro!” O tema destaca a necessidade de acabar com a “cultura do estupro ”Que está entrincheirado em nossa sociedade, seja em situações de conflito, paz, em nossos lares ou nas ruas.

 

Estocolmo, Suécia: a Ópera Real Sueca (Kungliga Operan) é acesa em laranja em comemoração ao Dia Internacional para Eliminar a Violência contra as Mulheres. 25 de novembro de 2019.Photo: UN Women Sweden National Committee

Estocolmo, Suécia: a arena Ericsson Globe fica acesa em laranja em comemoração ao Dia Internacional para Eliminar a Violência contra as Mulheres. 25 de novembro de 2019.Photo: UN Women Sweden National Committee

Orange the World 2019 – Moçambique Cenas do lançamento dos 16 Dias de Ativismo no distrito de Chongoene, província de Gaza, no sul de Moçambique. Os participantes usavam laranja para marcar o Dia Internacional para Eliminar a Violência contra as Mulheres.   A ocasião foi comemorada com danças de bateria, poemas de mulheres locais, uma peça, discussão e um discurso do governador da província.   Foto: Grupo cultural local composto por três gerações realiza danças para abrir o evento.   Foto: ONU Mulheres / Leovigildo Nhampule

Foto: ONU Mulheres / Leovigildo Nhampule

Foto: ONU Mulheres / Leovigildo Nhampule