Assinatura do Acordo de Cooperação Técnica do Programa Justiça 4.0
1 de março de 2021
Pará é o maior produtor de gado bubalino e está entre os cinco maiores de rebanho bovino do Brasil
2 de março de 2021
188
Compartilhe

On occasion, the Atacama Large Millimeter/submillimeter Array (ALMA) at the Chajnantor plateau in northern Chile experiences something you might not associate with an astronomical observatory — snow! When snow falls and coats the landscape with a frosty glaze of cool white, the entire site is transformed. It becomes something almost subterranean or extra-terrestrial, reminiscent of a rebel base from Star Wars or a dystopian scene from Blade Runner. A number of ALMA’s 66 high-precision radio antennas can be seen in this image, connected by cleared pathways. The array spends its time observing the cool Universe and its phenomena — star formation, molecular clouds, and the early Universe.

Ocasionalmente, o Atacama Large Millimeter / submillimeter Array (ALMA) no planalto de Chajnantor, no norte do Chile, experimenta algo que você talvez não associe a um observatório astronômico – neve!

Quando a neve cai e cobre a paisagem com um esmalte gelado de branco frio, todo o local se transforma. Torna-se algo quase subterrâneo ou extraterrestre, uma reminiscência de uma base rebelde de Star Wars ou uma cena distópica de Blade Runner.

Uma série de 66 antenas de rádio de alta precisão do ALMA podem ser vistas nesta imagem, conectadas por vias liberadas. A matriz passa seu tempo observando o Universo frio e seus fenômenos – formação de estrelas, nuvens moleculares e o Universo inicial.FotoALMA (ESO / NAOJ / NRAO)