Pará – Centro de Perícias Renato Chaves registra diminuição de corpos; contêineres frigoríficos são desativados

Bairro da Marambaia recebe segundo dia de ação itinerante do Governo do Estado do Pará
3 de junho de 2020
Quarentena em SP – Transito intenso na Radial Leste
3 de junho de 2020
137
Compartilhe

“Já chegamos a receber 20 corpos por dia, hoje a média está em dois”, afirma Celso Mascarenhas, diretor-geral do Centro de Perícias Científicas Renato Chaves (CPCRC), em Belém, que anunciou, nesta terça-feira, 2, que a instituição desativou dois dos três contêineres frigoríficos alugados pela instituição para armazenar corpos vítimas de causas naturais e doenças, nas quais se incluem as provocadas pelo novo coronavírus.

Apenas um está em funcionamento, este com cinco corpos, de acordo com o último levantamento realizado pelo CPCRC, às 11h desta terça-feira, 2. O número já foi bem maior, como o registrado na primeira quinzena de maio, quando todos os três contêineres chegaram a ficar totalmente ocupados. Nos dois maiores, a capacidade era para 35 corpos. No menor, que ainda está em funcionamento, 20.

Bruno Cecim/Ag.Pará