Para o asfalto abrasivo da Malásia, Pirelli escolhe os P Zero Médio e Duro

Foto: ASCOM SEMAS
Semas autua dez criadouros irregulares de aves silvestres em Altamira
26 de março de 2015
Foto: FOTO STUDIO COLOMBO / PIRELLI
Ferrari acredita que deve se aproximar da Mercedes no GP da Malásia
26 de março de 2015
285
Compartilhe
Foto: FOTO STUDIO COLOMBO/ PIRELLI

Foto: FOTO STUDIO COLOMBO/ PIRELLI

Foto: FOTO STUDIO COLOMBO/ PIRELLI

Foto: FOTO STUDIO COLOMBO/ PIRELLI

26/03/2015 – Brasil – O grande prémio da Malásia é caracterizado por ser um verdadeiro teste para os pilotos, automóveis e pneus, uma vez que é uma corrida com valores elevados de temperatura ambiente e de humidade, num circuito com um asfalto muito abrasivo. À tarde, geralmente cai uma chuva intensa, sendo provável a utilização dos pneus Cinturato pela primeira vez este ano em competição

Foto: FOTO STUDIO COLOMBO/ PIRELLI

Foto: FOTO STUDIO COLOMBO/ PIRELLI

Foto: FOTO STUDIO COLOMBO/ PIRELLI

Foto: FOTO STUDIO COLOMBO/ PIRELLI

Foto: FOTO STUDIO COLOMBO/ PIRELLI

Foto: FOTO STUDIO COLOMBO/ PIRELLI

Foto: FOTO STUDIO COLOMBO/ PIRELLI

Foto: FOTO STUDIO COLOMBO/ PIRELLI

Foto: FOTO STUDIO COLOMBO/ PIRELLI

Foto: FOTO STUDIO COLOMBO/ PIRELLI

Foto: FOTO STUDIO COLOMBO/ PIRELLI

Foto: FOTO STUDIO COLOMBO/ PIRELLI

Foto: FOTO STUDIO COLOMBO/ PIRELLI

Foto: FOTO STUDIO COLOMBO/ PIRELLI

Foto: FOTO STUDIO COLOMBO/ PIRELLI

Foto: FOTO STUDIO COLOMBO/ PIRELLI

Foto: FOTO STUDIO COLOMBO/ PIRELLI

Foto: FOTO STUDIO COLOMBO/ PIRELLI

Circuito Internacional de Sepang.

Foto: FOTO STUDIO COLOMBO/ PIRELLI

Foto: FOTO STUDIO COLOMBO/ PIRELLI