Parques recebem obras do Plano de Investimento em Iluminação Pública de Curitiba

Foto: Roberto Stuckert Filho/PR
Presidenta Dilma Rousseff durante visita às áreas atingidas por tornado
27 de abril de 2015
Foto: IDF
Israel envia ajuda ao Nepal
27 de abril de 2015
572
Compartilhe
Foto: Maurilio Cheli/SMCS

Foto: Maurilio Cheli/SMCS

Foto: Maurilio Cheli/SMCS

Foto: Maurilio Cheli/SMCS

27/04/2015 – Curitiba – PR, Brasil – A iluminação do Parque São Lourenço está sendo substituída para dar mais comodidade e segurança aos frequentadores e turistas. Estão sendo substituídos postes de iluminação, luminárias e cabeamento subterrâneo. É a segunda intervenção do Plano de Investimento em Iluminação Pública de Curitiba, lançado pelo prefeito Gustavo Fruet em março deste ano. A primeira foi no Parque Tanguá, já concluída.A previsão de término dos trabalhos no parque São Lourenço é de 30 dias, com um investimento de R$ 343 mil. Equipes próprias da Secretaria Municipal de Obras executam serviços de infraestrutura, como a abertura de valetas para a implantação de aproximadamente 10 quilômetros de cabeamento subterrâneo e instalação de conexões para posterior colocação de 156 postes e luminárias ao redor da pista de caminhada e ciclovias. Alguns pontos já foram instalados com a substituição de equipamentos antigos de iluminação. De acordo com o diretor do Departamento de Iluminação da Secretaria Municipal de Obras Públicas, Fábio Ribeiro Camargo, esse processo de revitalização da iluminação em praças e parques faz parte da política adotada pela Prefeitura para incentivar, cada vez mais, o uso do espaço público pela população, por visitantes e turistas.  As luminárias em processo de instalação no Parque São Lourenço são do tipo Rubi, com utilização específica para espaços abertos. Os parques Barigui e Tanguá já utilizam esses equipamentos.

Foto: Maurilio Cheli/SMCS

Foto: Maurilio Cheli/SMCS

Foto: Maurilio Cheli/SMCS

Foto: Maurilio Cheli/SMCS

Foto: Maurilio Cheli/SMCS

Foto: Maurilio Cheli/SMCS

Foto: Maurilio Cheli/SMCS

Foto: Maurilio Cheli/SMCS