Paulistanos escolhem neste domingo (06/12), os novos membros do Conselho Participativo

Foto: Corpo de Bombeiros de Paranaguá
Incêndio destrói galpão de empresa alimentícia no Porto de Paranaguá, no Paraná
6 de dezembro de 2015
Foto: Ricardo Duarte/ Internacional
Campeonato Brasileiro 2015: Internacional e Cruzeiro, na arena Beira-rio, em Porto Alegre
6 de dezembro de 2015
531
Compartilhe
Foto: Fábio Arantes/ Secom

Foto: Fábio Arantes/ Secom

Foto: Fábio Arantes/ Secom

Foto: Fábio Arantes/ Secom

06/12/2015- São Paulo- SP, Brasil- Neste domingo (06/12), a população da cidade de São Paulo escolherá os 1.162 novos representantes das 32 subprefeituras que irão compor o segundo biênio do Conselho Participativo Municipal. Com mandato de dois anos, os conselheiros eleitos terão a missão de fiscalizar e acompanhar as ações e gastos públicos de cada subprefeitura e das secretarias municipais e também apresentar demandas, necessidades e prioridades da população na área de sua abrangência. Confira a lista de candidatos para a eleição.

Foto: Fábio Arantes/ Secom

Foto: Fábio Arantes/ Secom

06/12/2015- São Paulo- SP, Brasil- “Esta eleição marca o compromisso do prefeito Fernando Haddad com a democracia e com a participação popular. É uma eleição que renovará por mais dois anos os conselheiros. Nós já tivemos mais de 2.500 candidatos, mostrando o interesse das pessoas pela participação popular. É um processo fundamental para a vida da cidade?”, afirmou o secretário municipal de Relações Governamentais, José Américo. Para votar, o eleitor deve comparecer até às 17h em um dos locais de votação. Como as localidades não são as mesmas das eleições organizadas pelo Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE-SP), os cidadãos devem consultar o site do Conselho Participativo Municipal, adicionando o número do seu título de eleitor.

Foto: Fábio Arantes/ Secom

Foto: Fábio Arantes/ Secom

06/12/2015- São Paulo- SP, Brasil- A eleição dos novos membros do conselho acontece por voto direto e não obrigatório, em meio manual. Podem votar todas as pessoas com mais de 16 anos e portadoras de título de eleitor da capital paulista. Os eleitores também podem apresentar documento de identificação com foto expedido por órgão público. Os cidadãos têm direito a escolher até cinco conselheiros, de diferentes regiões ou de uma mesma localidade.

Foto: Fábio Arantes/ Secom

Foto: Fábio Arantes/ Secom

06/12/2015- São Paulo- SP, Brasil- Este segundo biênio do Conselho Participativo Municipal terá a participação de, no mínimo, 50% de mulheres em sua composição, garantida por lei sancionada pelo prefeito Fernando Haddad. Os imigrantes também terão 35 cadeiras garantidas em 29 subprefeituras, que contam com uma parcela representativa dessa população dentro de seus habitantes. As exceções são M?Boi Mirim, Cidade Tiradentes e Capela do Socorro, que não elegerão conselheiros imigrantes.

Foto: Luiz Guadagnoli/ Secom

Foto: Luiz Guadagnoli/ Secom

06/12/2015- São Paulo- SP, Brasil- Criado em 2013, o conselho é um organismo autônomo da sociedade civil, reconhecido pela Prefeitura de São Paulo como instância de representação popular dos moradores de cada uma das regiões da cidade. O mandato dos 1.113 conselheiros eleitos em dezembro de 2013 se encerra em janeiro do próximo ano, quando os novos integrantes tomarão posse para mandato até janeiro de 2018.

Foto: Luiz Guadagnoli/ Secom

Foto: Luiz Guadagnoli/ Secom

06/12/2015- São Paulo- SP, Brasil- O Conselho Participativo Municipal tem entre 19 e 51 integrantes por bairro, de acordo com o tamanho da população, sendo em média um representante para cada 10 mil habitantes nas 32 subprefeituras. As eleições para a primeira composição do conselho aconteceram em dezembro de 2013, reuniram quase 3.000 candidatos e mais de 120 mil cidadãos puderam votar em até cinco representantes de seu bairro. Os 1.113 eleitos foram empossados no dia 25 de janeiro do ano passado, dia do aniversário da cidade. Atendendo a um pedido dos conselheiros atuais, os eleitos para o próximo mandato terão direito ao bilhete único gratuito, que deverá auxiliar nas tarefas de acompanhar reuniões e nas ações de fiscalização e acompanhamento dos serviços públicos.