Plano emergencial contra a febre amarela chega a Curuá, no Pará

Bosque das Abelhas passa a integrar estrutura do Viveiro do Lago Norte em Brasília
27 de março de 2017
Foto: Helcio Nagamine / Sesi-SP
SUPERLIGA MASCULINA 16/17: Sesi-SP x Minas Minas Tênis Clube
27 de março de 2017
363
Compartilhe

27/03/2017- Belém- PA, Brasil- A equipe técnica da Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa) começou a fazer a identificação das localidades onde morreram macacos e o trabalho de vacinação nas comunidades rurais de Curuá, um dos cinco municípios do oeste paraense onde o Governo do Estado põe em prática o plano emergencial contra a febre amarela. Nesta segunda-feira, 27, uma reunião com os agentes comunitários de saúde na Câmara Municipal é o ponto de partida do trabalho, que inclui a distribuição de folders educativos para orientar a população sobre formas de prevenir a doença. Foto: Rodolfo Oliveria / AG, Pará

27/03/2017- Belém- PA, Brasil- A equipe técnica da Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa) começou a fazer a identificação das localidades onde morreram macacos e o trabalho de vacinação nas comunidades rurais de Curuá, um dos cinco municípios do oeste paraense onde o Governo do Estado põe em prática o plano emergencial contra a febre amarela. Nesta segunda-feira, 27, uma reunião com os agentes comunitários de saúde na Câmara Municipal é o ponto de partida do trabalho, que inclui a distribuição de folders educativos para orientar a população sobre formas de prevenir a doença. Foto: Rodolfo Oliveira / Ag. Pará

27/03/2017- Belém- PA, Brasil- A equipe técnica da Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa) começou a fazer a identificação das localidades onde morreram macacos e o trabalho de vacinação nas comunidades rurais de Curuá, um dos cinco municípios do oeste paraense onde o Governo do Estado põe em prática o plano emergencial contra a febre amarela. Nesta segunda-feira, 27, uma reunião com os agentes comunitários de saúde na Câmara Municipal é o ponto de partida do trabalho, que inclui a distribuição de folders educativos para orientar a população sobre formas de prevenir a doença. Foto: Rodolfo Oliveira / Ag. Pará

27/03/2017- Belém- PA, Brasil- A equipe técnica da Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa) começou a fazer a identificação das localidades onde morreram macacos e o trabalho de vacinação nas comunidades rurais de Curuá, um dos cinco municípios do oeste paraense onde o Governo do Estado põe em prática o plano emergencial contra a febre amarela. Nesta segunda-feira, 27, uma reunião com os agentes comunitários de saúde na Câmara Municipal é o ponto de partida do trabalho, que inclui a distribuição de folders educativos para orientar a população sobre formas de prevenir a doença. Foto: Rodolfo Oliveira/ Ag. Pará