Polícia Civil apreende 270 quilos de cocaína em Ponta de Pedras

    46
    A partir daí, a equipe policial levantou a rota da droga e o local onde o entorpecente era deixado escondido para depois ser pego por “mulas”, pessoas responsáveis em fazer o transporte do produto até o destino final, que seria Belém e região metropolitana. No início deste mês, três homens envolvidos no esquema de tráfico de drogas foram presos em Belém. Eduardo da Silva Moura, Patrick Menezes Araújo e Anderson do Vale Lima, (Foto) já estão recolhidos no Sistema Penitenciário do Pará. Está preso também o peruano Edgar Edwin Ramires.
    FOTO: ASCOM / POLÍCIA CIVIL
    DATA: 11.07.2017
    PONTA DE PEDRAS – PARÁ
    A Polícia Civil apresentou nesta terça-feira (11) cerca de 270 quilos de cocaína apreendidos durante a operação Ilha Grande II, em Ponta de Pedras, no Marajó, que desarticulou um esquema de tráfico interestadual de drogas, cujo destino é o Pará. Foi a maior apreensão em quantidade de entorpecentes nos últimos cinco anos no Estado. Os resultados do trabalho foram apresentados durante entrevista coletiva na Delegacia Geral, em Belém.
    FOTO: ASCOM / POLÍCIA CIVIL
    DATA: 11.07.2017
    PONTA DE PEDRAS – PARÁ
    O delegado Hennison Jacob, (Foto) detalha que a cocaína é produzida na Colômbia e depois é transportada a partir da cidade colombiana de Letícia, situada na divisa com o Estado do Amazonas, por onde entra no Brasil, por meio da cidade de Tabatinga. Depois, o transporte segue pelos rios, até Manaus e Itacoatiara, no Amazonas, de onde ingressa no Pará por Santarém e segue até Ponta de Pedras, na ilha do Marajó.
    FOTO: ASCOM / POLÍCIA CIVIL
    DATA: 11.07.2017
    PONTA DE PEDRAS – PARÁ
    A Polícia Civil apresentou nesta terça-feira (11) cerca de 270 quilos de cocaína apreendidos durante a operação Ilha Grande II, em Ponta de Pedras, no Marajó, que desarticulou um esquema de tráfico interestadual de drogas, cujo destino é o Pará. Foi a maior apreensão em quantidade de entorpecentes nos últimos cinco anos no Estado. Os resultados do trabalho foram apresentados durante entrevista coletiva na Delegacia Geral, em Belém.
    FOTO: ASCOM / POLÍCIA CIVIL
    DATA: 11.07.2017
    PONTA DE PEDRAS – PARÁ
    A Polícia Civil apresentou nesta terça-feira (11) cerca de 270 quilos de cocaína apreendidos durante a operação Ilha Grande II, em Ponta de Pedras, no Marajó, que desarticulou um esquema de tráfico interestadual de drogas, cujo destino é o Pará. Foi a maior apreensão em quantidade de entorpecentes nos últimos cinco anos no Estado. Os resultados do trabalho foram apresentados durante entrevista coletiva na Delegacia Geral, em Belém.
    FOTO: ASCOM / POLÍCIA CIVIL
    DATA: 11.07.2017
    PONTA DE PEDRAS – PARÁ
    A Polícia Civil apresentou nesta terça-feira (11) cerca de 270 quilos de cocaína apreendidos durante a operação Ilha Grande II, em Ponta de Pedras, no Marajó, que desarticulou um esquema de tráfico interestadual de drogas, cujo destino é o Pará. Foi a maior apreensão em quantidade de entorpecentes nos últimos cinco anos no Estado. Os resultados do trabalho foram apresentados durante entrevista coletiva na Delegacia Geral, em Belém.
    FOTO: ASCOM / POLÍCIA CIVIL
    DATA: 11.07.2017
    PONTA DE PEDRAS – PARÁ
    A partir daí, a equipe policial levantou a rota da droga e o local onde o entorpecente era deixado escondido para depois ser pego por “mulas”, pessoas responsáveis em fazer o transporte do produto até o destino final, que seria Belém e região metropolitana. No início deste mês, três homens envolvidos no esquema de tráfico de drogas foram presos em Belém. Eduardo da Silva Moura, Patrick Menezes Araújo e Anderson do Vale Lima já estão recolhidos no Sistema Penitenciário do Pará. Está preso também o peruano Edgar Edwin Ramires, (Foto).
    FOTO: ASCOM / POLÍCIA CIVIL
    DATA: 11.07.2017
    PONTA DE PEDRAS – PARÁ
    A partir daí, a equipe policial levantou a rota da droga e o local onde o entorpecente era deixado escondido para depois ser pego por “mulas”, pessoas responsáveis em fazer o transporte do produto até o destino final, que seria Belém e região metropolitana. No início deste mês, três homens envolvidos no esquema de tráfico de drogas foram presos em Belém. Eduardo da Silva Moura,(Foto) Patrick Menezes Araújo e Anderson do Vale Lima já estão recolhidos no Sistema Penitenciário do Pará. Está preso também o peruano Edgar Edwin Ramires.
    FOTO: ASCOM / POLÍCIA CIVIL
    DATA: 11.07.2017
    PONTA DE PEDRAS – PARÁ
    Na mesma ocasião, foi preso Francirley, (Foto) do Santos Leão, natural do Amazonas, responsável em levar a droga até o local. Ele tem condenação da Justiça por tráfico de drogas. Em 2014, chegou a ser preso pela Polícia Federal. A droga foi encontrada na mata da ilha da Olaria, em Ponta de Pedras. A lancha foi localizada no furo do Rio Panema, também em Ponta de Pedras, às proximidades da ilha onde as drogas foram localizadas juntamente com a arma de fogo.
    FOTO: ASCOM / POLÍCIA CIVIL
    DATA: 11.07.2017
    PONTA DE PEDRAS – PARÁ
    A partir daí, a equipe policial levantou a rota da droga e o local onde o entorpecente era deixado escondido para depois ser pego por “mulas”, pessoas responsáveis em fazer o transporte do produto até o destino final, que seria Belém e região metropolitana. No início deste mês, três homens envolvidos no esquema de tráfico de drogas foram presos em Belém. Eduardo da Silva Moura, Patrick Menezes Araújo, (Foto) e Anderson do Vale Lima já estão recolhidos no Sistema Penitenciário do Pará. Está preso também o peruano Edgar Edwin Ramires.
    FOTO: ASCOM / POLÍCIA CIVIL
    DATA: 11.07.2017
    PONTA DE PEDRAS – PARÁ