Polícia faz operação para prender quadrilha de traficantes liderada por preso, no Paraná

Aumento dos preços de combustíveis nos postos
26 de julho de 2017
Projeto de educação ambiental é realizado em Algodoal e Salinas
26 de julho de 2017
378
Compartilhe

26/07/17- Curitiba- Onze pessoas são alvos da Operação Fênix, deflagrada nesta quarta-feira (26), pela Polícia Civil de Sengés, região dos Campos Gerais, com apoio da Polícia Militar, do Departamento de Inteligência do Estado do Paraná (Diep) e do Grupamento de Operações Aéreas (GOA). Foto: Polícia Civil

26/07/17- Curitiba- Onze pessoas são alvos da Operação Fênix, deflagrada nesta quarta-feira (26), pela Polícia Civil de Sengés, região dos Campos Gerais, com apoio da Polícia Militar, do Departamento de Inteligência do Estado do Paraná (Diep) e do Grupamento de Operações Aéreas (GOA).
Foto: Polícia Civil

26/07/17- Curitiba- Onze pessoas são alvos da Operação Fênix, deflagrada nesta quarta-feira (26), pela Polícia Civil de Sengés, região dos Campos Gerais, com apoio da Polícia Militar, do Departamento de Inteligência do Estado do Paraná (Diep) e do Grupamento de Operações Aéreas (GOA).
Foto: Polícia Civil

26/07/17- Curitiba- Onze pessoas são alvos da Operação Fênix, deflagrada nesta quarta-feira (26), pela Polícia Civil de Sengés, região dos Campos Gerais, com apoio da Polícia Militar, do Departamento de Inteligência do Estado do Paraná (Diep) e do Grupamento de Operações Aéreas (GOA).
Foto: Polícia Civil

26/07/17- Curitiba- Onze pessoas são alvos da Operação Fênix, deflagrada nesta quarta-feira (26), pela Polícia Civil de Sengés, região dos Campos Gerais, com apoio da Polícia Militar, do Departamento de Inteligência do Estado do Paraná (Diep) e do Grupamento de Operações Aéreas (GOA).
Foto: Polícia Civil

26/07/17- Curitiba- Onze pessoas são alvos da Operação Fênix, deflagrada nesta quarta-feira (26), pela Polícia Civil de Sengés, região dos Campos Gerais, com apoio da Polícia Militar, do Departamento de Inteligência do Estado do Paraná (Diep) e do Grupamento de Operações Aéreas (GOA).
Foto: Polícia Civil