PRE/AP pede cassação de Waldez Góes por suposta compra de votos

Foto: Haim Zach/ GPO
Benjamin Netanyahu e Reuven Rivlin participam do funeral das quatro vítimas do sequestro ao mercado judaico de Paris
13 de janeiro de 2015
Foto: Valter Campanato/ Agência Brasil (29/04/2014)
Candidatos à presidência da Câmara Arlindo Chinaglia, Eduardo Cunha e Júlio Delgado, percorrem o país em busca de votos
13 de janeiro de 2015
440
Compartilhe
Foto: Tribunal de Justiça do Amapá (07/01/2015)

Foto: Tribunal de Justiça do Amapá (07/01/2015)

Foto: Tribunal de Justiça do Amapá (07/01/2015)

Foto: Tribunal de Justiça do Amapá (07/01/2015)

13/01/2015- Amapá – A Procuradoria Regional Eleitoral do Amapá (PRE-AP) ingressou três ações na Justiça pedindo a cassação do governador Waldez Góes (PDT) por suposta compra de votos durante o período eleitoral de 2014, no qual foi eleito pela terceira vez para o cargo. Também foram citadas nas ações as deputadas estaduais Marília Góes (PDT) e Edna Auzier (PROS), além do deputado federal Vinícius Gurgel (PR).