Prefeito pede para governo do Haiti instalar escritório em São Paulo

Foto: Piti Reali/ PSB (06/05/2014)
Eduardo Campos em visita à Feira APAS em São Paulo
7 de maio de 2014
Foto: Everson Bressan/SMCS
Prefeitura inicia Programa de Despoluição dos Rios de Curitiba
7 de maio de 2014
312
Compartilhe
Foto: Fernando Pereira/SECOM (06/05/2014)

Foto: Fernando Pereira/SECOM (06/05/2014)

Foto: Fernando Pereira/SECOM (06/05/2014)

Foto: Fernando Pereira/SECOM (06/05/2014)

São Paulo – SP, 06/07/2014 – Equipes da Prefeitura estiveram no abrigo temporário no Glicério, na região central, para realizar os serviços de limpeza e manutenção do galpão onde os haitianos vão dormir. O local oferece dependências separadas para homens e mulheres, com camas e banheiros coletivos. O abrigo tem cerca de 2.000 m², com capacidade é para 120 pessoas. Além de limpeza, os banheiros já estão com revestimento no piso e nas paredes. As beliches doadas pela Prefeitura já foram montadas. O refeitório onde os haitianos vão jantar também está pronto para uso. Para concluir a manutenção no prédio, ainda faltam instalações elétricas e hidráulicas nos banheiros e a colocação do forro nos dormitórios.

Foto: Fernando Pereira/SECOM (06/05/2014)

Foto: Fernando Pereira/SECOM (06/05/2014)

São Paulo – SP, 06/07/2014 – O prefeito de São Paulo Fernando Haddad solicitou ao governo do Haiti a abertura de um escritório na cidade para atender os refugiados do país que estão vindo para o Brasil em busca de trabalho. O local funcionará como um posto avançado da embaixada para que os haitianos regularizem seus documentos, principalmente o passaporte. Dessa forma, as autoridades locais poderão dar seguimento ao trabalho de emissão dos documentos brasileiros, necessários para que eles possam trabalhar.

Foto: Fernando Pereira/SECOM (06/05/2014)

Foto: Fernando Pereira/SECOM (06/05/2014)

São Paulo – SP, 06/07/2014 -O pedido foi feito em reunião realizada nesta terça-feira (6) entre o prefeito e o embaixador do Haiti no Brasil, Madsen Chérubin, para discutir a situação dos haitianos em São Paulo.