Presidente peruano Kuczynski concede perdão humanitário ao ex-presidente Fujimori

Derramando luz na vitamina D
26 de dezembro de 2017
Porto Alegre com pouco movimento no dia seguinte ao Natal
26 de dezembro de 2017
375
Compartilhe

O chefe de Estado, Pedro Pablo Kuczynski, realizou esta noite que, de acordo com a prerrogativa concedida pela Constituição, decidiu no dia 24 de dezembro de 2017, conceder o perdão humanitário ao Sr. Alberto Fujimori .

“Estou convencido de que aqueles que se sentem democráticos não devem permitir que Alberto Fujimori morra na prisão, porque a justiça não é vingança”, disse o presidente.

Ele explicou que todo perdão é, em essência, controverso. “Há um grupo importante de peruanos que se opõem a isso, minha decisão é especialmente complexa e difícil, mas é minha decisão, não deveria ser o presidente daqueles que votaram por mim, eu deveria ser o presidente de todos os peruanos”. .

“Esta foi talvez a decisão mais difícil da minha vida, trata-se das chances de saúde e vida de um ex-presidente do Peru que, tendo cometido excessos e erros muito sérios, foi condenado e já cumpriu 12 anos de sentença”, afirmou. chefe de Estado.

Presidente Kuczynski depois do perdão a Fujimori: “Aqueles de nós que se sentem democráticos não devem permitir que Alberto Fujimori morra na prisão”. Foto Andres Valle/Presidencia Peru