Primeiro Ministro espanhol , Pedro Sánchez, em sessão no Senado