Professores fazem passeata no centro do Rio de Janeiro em dia de paralisação

Foto: Pedro Ventura/ Agência Brasília
Brasília ganha novas placas até maio
24 de fevereiro de 2014
Foto: Clarice Castro/ GERJ (24/02/2014)
Rio de Janeiro inaugura Organização de Procura de Órgãos para aumentar doações
25 de fevereiro de 2014
223
Compartilhe
Foto: Fernando Frazão/ Agência Brasil

Foto: Fernando Frazão/ Agência Brasil

Rio de Janeiro- RJ, 24/02/2014- Um grupo de professores do estado e do município do Rio de Janeiro saiu em passeata, da Igreja da Candelária à Cinelândia, na tarde de hoje (24), no centro do Rio. O protesto faz parte da paralisação de 24 horas nas escolas estaduais e municipais, ocorrida hoje. Os professores reivindicam a aplicação de um terço da carga horária para o planejamento das aulas, o que não vem acontecendo, conforme a coordenadora-geral do Sindicato Estadual dos Profissionais de Educação do Rio de Janeiro (Sepe-RJ), Marta Moraes.

Foto: Fernando Frazão/ Agência Brasil

Foto: Fernando Frazão/ Agência Brasil

Rio de Janeiro- RJ, 24/02/2014- “Nós fizemos uma paralisação de 24 horas para denunciar à população o que está acontecendo com a educação no estado e no município do Rio. Temos questões cruciais, que não foram cumpridas, como um terço de planejamento. Isso é importante para o professor organizar as aulas, preparar as provas e investir na própria formação. Isto é lei, mas até hoje não foi cumprida”, disse Marta. O protesto dos professores foi acompanhado por forte esquema de policiamento, mas não houve atritos, e a passeata terminou de forma pacífica, na Cinelândia, em frente à Câmara de Vereadores. O trânsito na região central, que já está congestionado por causa de mudanças feitas pela prefeitura, com a derrubada do Elevado da Perimetral e o fechamento do Mergulhão da Praça XV, ficou ainda pior, com a interdição parcial da Avenida Rio Branco, durante a passeata.