Programa “Adote uma Praça”, da prefeitura de São Paulo, ganha mais agilidade

Foto: Gilvan de Souza/ Flamengo
Treino do Flamengo, na tarde desta segunda-feira (23/01), no estádio da Gávea, no Rio de Janeiro
23 de janeiro de 2017
Foto: Paulo Pinto/ Fotos Públicas
Dia amanhece com céu limpo e aberto em São Paulo
24 de janeiro de 2017
612
Compartilhe
Foto: Fernando Pereira/ Secom

Foto: Fernando Pereira/ Secom

Foto: Fernando Pereira/ Secom

Foto: Fernando Pereira/ Secom

23/01/2017- São Paulo- SP, Brasil- A partir de agora, o programa “Adote uma Praça”, que permite a conservação de áreas verdes da cidade por meio de pessoas físicas ou empresas, foi aprimorado. A medida visa dar mais agilidade ao processo de solicitação e garantir que mais espaços possam ser atendidos. O objetivo é que cinco mil áreas verdes, de todas as regiões da idade, sejam conservadas por parceiros. Atualmente, 400 praças participam do programa.

Foto: Fernando Pereira/ Secom

Foto: Fernando Pereira/ Secom

23/01/2017- São Paulo- SP, Brasil- Durante o anúncio, o prefeito João Doria convidou a população para participar do programa. “Para você que gosta da sua cidade, que tem uma praça na frente da sua empresa, em frente à sua casa, à sua instituição, junte os seus amigos, sua família ou pela sua empresa e adote uma praça. Com isso, São Paulo será uma cidade mais verde, mais bonita e mais preservada para os nossos filhos”, disse o prefeito.

Foto: Fernando Pereira/ Secom

Foto: Fernando Pereira/ Secom

23/01/2017- São Paulo- SP, Brasil- O programa permite que empresas, entidades e cidadãos possam cuidar da conservação de áreas públicas do município com serviços de manutenção e execução de melhorias urbanas, ambientais e paisagísticas.

Foto: Fernando Pereira/ Secom

Foto: Fernando Pereira/ Secom

23/01/2017- São Paulo- SP, Brasil- Com a nova regra, basta o interessado apresentar na Prefeitura Regional responsável pela área pretendida nome, RG ou CNPJ e endereço da residência ou empresa. A solicitação deverá ser analisada em um prazo máximo de cinco dias úteis.

Foto: Fernando Pereira/ Secom

Foto: Fernando Pereira/ Secom

23/01/2017- São Paulo- SP, Brasil- Assim que o Termo de Cooperação for emitido, o responsável assumirá o compromisso de cuidar do espaço durante um ano. Em troca, terá direito, se desejar, a uma pequena placa no local com nome da empresa, instituição, nome pessoal ou da família, de acordo com a Lei Cidade Limpa.

Foto: Fernando Pereira/ Secom

Foto: Fernando Pereira/ Secom

23/01/2017- São Paulo- SP, Brasil- A retomada do programa “Adote Uma Praça” foi anunciada na Praça Adolpho Bloch, zona sul da cidade. O local, que estava cercado com grades, agora foi reaberto para toda a população. O local foi adotado pela empresa Farah Service, que será a responsável pela recuperação dos brinquedos, jardins, do salão de arte e de dois banheiros, que serão reformados e conservados. A iluminação da praça também será substituída por lâmpadas de LED, sem custos para o município.

Foto: Fernando Pereira/ Secom

Foto: Fernando Pereira/ Secom

23/01/2017- São Paulo- SP, Brasil- “Este é um momento mágico dessas políticas públicas de preservação e ocupação da área urbana. Então, quando o João iniciou esse processo, a gente se animou logo. A gente vem fazendo termo de cooperação há trinta anos. A nossa cidade é o jardim da nossa casa”, disse o presidente da empresa, Michel Farah.

Foto: Fernando Pereira/ Secom

Foto: Fernando Pereira/ Secom

23/01/2017- São Paulo- SP, Brasil- Durante a gestão de Mário Covas no município (1983-1985), o projeto para a recuperação de praças plantou, em dois anos, mais de 100 mil árvores por meio de parcerias com entidades privadas. Já na época, as empresas eram responsáveis pela conservação do verde em áreas públicas em troca de publicidade. Ao todo, 346 organizações aderiram às parcerias, beneficiando 1,3 milhão de metros quadrados. Por fim, a Prefeitura realizou serviço de conservação de 6,5 milhões de metros quadrados de áreas verdes.

Foto: Fernando Pereira/ Secom

Foto: Fernando Pereira/ Secom

Foto: Fernando Pereira/ Secom

Foto: Fernando Pereira/ Secom

Foto: Fernando Pereira/ Secom

Foto: Fernando Pereira/ Secom

Foto: Fernando Pereira/ Secom

Foto: Fernando Pereira/ Secom

Foto: Fernando Pereira/ Secom

Foto: Fernando Pereira/ Secom

Foto: Fernando Pereira/ Secom

Foto: Fernando Pereira/ Secom

Foto: Fernando Pereira/ Secom

Foto: Fernando Pereira/ Secom

Foto: Fernando Pereira/ Secom

Foto: Fernando Pereira/ Secom

Foto: Fernando Pereira/ Secom

Foto: Fernando Pereira/ Secom

Foto: Fernando Pereira/ Secom

Foto: Fernando Pereira/ Secom

Foto: Fernando Pereira/ Secom

Foto: Fernando Pereira/ Secom

Foto: Fernando Pereira/ Secom

Foto: Fernando Pereira/ Secom

Foto: Fernando Pereira/ Secom

Foto: Fernando Pereira/ Secom

Foto: Fernando Pereira/ Secom

Foto: Fernando Pereira/ Secom

Foto: Fernando Pereira/ Secom

Foto: Fernando Pereira/ Secom

Foto: Fernando Pereira/ Secom

Foto: Fernando Pereira/ Secom

Foto: Fernando Pereira/ Secom

Foto: Fernando Pereira/ Secom

Foto: Fernando Pereira/ Secom

Foto: Fernando Pereira/ Secom

Foto: Fernando Pereira/ Secom

Foto: Fernando Pereira/ Secom