Proprietário do “Capitão Ribeiro” deve ser indiciado pela morte de 23 pessoas, no Pará

Corinthians perde para lanterna Atletico Goianiente
27 de agosto de 2017
Ideflor-bio fecha contrato para Plano de Manejo do Mosaico do Lago de Tucuruí, no Pará
27 de agosto de 2017
279
Compartilhe

26.08.2017- Pará- Na próxima segunda-feira, 28, a Polícia Civil deve indiciar, na combinação dos artigos 261 e 263 do Código Penal Brasileiro (CPB), Alcimar Almeida da Silva, 41, proprietário da Almeida & Ribeiro Ltda., empresa dona da embarcação “Capitão Ribeiro”, naufragada na noite do último dia 22, no rio Xingu, a cerca de 50 quilômetros da cidade de Porto de Moz, sudoeste do Estado do Pará. Sobre o possível enquadramento do empresário no crime de homicídio com eventual dolo, o delegado disse que ainda está analisando todas as informações, seja dos depoimento de 19 testemunhas e da perícia da embarcação, que deve ser solicitada também no próximo dia 28. “Estamos analisando as informações para ver o melhor caminho que o inquérito irá levar”, disse o delegado Elcio de Deus (foto). FOTO: AG Pará

26.08.2017- Pará- Na próxima segunda-feira, 28, a Polícia Civil deve indiciar, na combinação dos artigos 261 e 263 do Código Penal Brasileiro (CPB), Alcimar Almeida da Silva, 41, proprietário da Almeida & Ribeiro Ltda., empresa dona da embarcação “Capitão Ribeiro”, naufragada na noite do último dia 22, no rio Xingu, a cerca de 50 quilômetros da cidade de Porto de Moz, sudoeste do Estado do Pará. Sobre o possível enquadramento do empresário no crime de homicídio com eventual dolo, o delegado disse que ainda está analisando todas as informações, seja dos depoimento de 19 testemunhas e da perícia da embarcação, que deve ser solicitada também no próximo dia 28. “Estamos analisando as informações para ver o melhor caminho que o inquérito irá levar”, disse o delegado Elcio de Deus (foto).
FOTO: AG Pará