Ruas de Taiwan – durante os festejos do Ano Novo
28 de janeiro de 2020
Presidente da República Jair Bolsonaro durante visita ao Taj Mahal
28 de janeiro de 2020
202
Compartilhe

O astronauta da ESA, Luca Parmitano (ao meio) e o astronauta da NASA, Drew Morgan (à esquerda), trabalham em tarefas de antecipação durante a quarta caminhada espacial, para atender ao espectrômetro magnético alfa (AMS).
A caminhada espacial de sábado, que durou cinco horas e 55 minutos, foi a última de uma série de quatro partes a prolongar a vida útil do detector de física de partículas que não foi projetado para ser mantido no espaço.
Instalado na parte externa da Estação Espacial Internacional em 2011, o instrumento durou três anos para fornecer aos pesquisadores dados valiosos sobre raios cósmicos que bombardeiam nosso planeta. Quando as bombas de resfriamento do AMS-02 começaram a falhar, foram feitos planos para fazer a manutenção do instrumento no espaço e oferecer uma nova concessão de vida e ciência.

ESO