Renan antecipa sessão conjunta para apressar indicações à CPMI da Petrobras

Foto: Igo Estrela/ ObritoNews
Senador Aécio Neves cobra instalação da CPI da Petrobras
6 de maio de 2014
Foto: Bruno Cantini/ Clube Atlético Mineiro
Atlético Mineiro é o Campeão da Copa do Brasil sub-17
6 de maio de 2014
363
Compartilhe
Foto: Jonas Pereira/ Agência Senado

Foto: Jonas Pereira/ Agência Senado

Foto: Jonas Pereira/ Agência Senado

Foto: Jonas Pereira/ Agência Senado

Brasília- DF, 06/05/2014- O presidente do Congresso, Renan Calheiros (PMDB-AL), antecipou para amanhã (7) a sessão conjunta da Câmara e do Senado que estava prevista para o próximo dia 20. O objetivo, segundo ele, é dar encaminhamento ao pedido de criação de uma comissão parlamentar mista de inquérito (CPMI) para investigar denúncias de irregularidades na Petrobras.

Foto: Jonas Pereira/ Agência Senado

Foto: Jonas Pereira/ Agência Senado

Brasília- DF, 06/05/2014- O presidente do Congresso disse hoje que vai responder às questões de ordem sobre o assunto e convocar os líderes partidários a indicar os membros da CPMI. Depois disso, um prazo de três sessões ordinárias começará a contar para que as indicações sejam feitas. “Vamos fazer exatamente como fizemos no Senado. Eu vou responder as questões de ordem, vou recorrer de minha decisão [à CCJ] e vou pedir que os líderes indiquem os membros”, declarou.

Foto: Jonas Pereira/ Agência Senado

Foto: Jonas Pereira/ Agência Senado

Brasília- DF, 06/05/2014- Renan Calheiros negou que as iniciativas de recorrer das questões de ordem à Comissão de Constituição e Justiça da Câmara e de mandar para o plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) o julgamento da liminar que determina a instalação de uma CPI exclusiva para investigar a Petrobras tenham função protelatória. “A oposição acha que estamos protelando, o governo acha que nós estamos agilizando. É esse equilíbrio que o presidente do Congresso busca”, justificou.