No Rio de Janeiro, operação na Maré resultou na prisão de 162 pessoas e apreensão de 101 armas

Foto: Foto: Pedro Ventura/ Agência Brasília
Alunos da Escola de Música de Brasília colecionam prêmios e reconhecimento internacional
5 de abril de 2014
Foto: Architect of the Capitol/ US Capitol
Obras de reforma do Capitólio, onde funciona o Congresso Americano
5 de abril de 2014
628
Compartilhe
Foto: Tânia Rêgo/ Agência Brasil (04/04/2014)

Foto: Tânia Rêgo/ Agência Brasil (04/04/2014)

Foto: Tânia Rêgo/ Agência Brasil (04/04/2014)

Foto: Tânia Rêgo/ Agência Brasil (04/04/2014)

Rio de Janeiro- RJ, 04/04/2014- O balanço da operação de ocupação do Complexo da Maré, feita pelas forças de segurança desde o dia 21 de março, em preparação à Operação São Francisco das Forças Armadas, resultou na prisão de 162 pessoas e na apreensão de 101 armas, além de 2.252 munições e de grande quantidade de drogas.

Foto: Tânia Rêgo/ Agência Brasil (04/04/2014)

Foto: Tânia Rêgo/ Agência Brasil (04/04/2014)

Os dados foram divulgados na noite de hoje (4) pela Secretaria de Estado de Segurança. Segundo o relatório, houve 36 confrontos entre a Polícia Militar e criminosos, resultando na morte de 16 suspeitos e no ferimento de oito.

Foto: Tânia Rêgo/ Agência Brasil (04/04/2014)

Foto: Tânia Rêgo/ Agência Brasil (04/04/2014)

As forças de segurança estadual e federal ocuparam em cerca de 15 minutos o Complexo da Maré no dia 30 de março, com um efetivo superior a 1.500 homens, sendo 1.180 policiais militares e 130 policiais civis, com apoio de policiais federais, policiais rodoviários e de 250 fuzileiros navais.

Foto: Tânia Rêgo/ Agência Brasil (04/04/2014)

Foto: Tânia Rêgo/ Agência Brasil (04/04/2014)

A Operação São Francisco está prevista para começar a partir das primeiras horas deste sábado (5), com um efetivo total de 2.700 homens, sendo 2.050 militares do Exército, 450 fuzileiros navais e 200 policiais militares.

Foto: Tânia Rêgo/ Agência Brasil (04/04/2014)

Foto: Tânia Rêgo/ Agência Brasil (04/04/2014)

O contingente ficará na região até 31 de julho, mas o prazo poderá ser prorrogado, a pedido do governo do estado. O Complexo da Maré é formado por 15 favelas, onde moram quase 130 mil pessoas.

Foto: Tânia Rêgo/ Agência Brasil (04/04/2014)

Foto: Tânia Rêgo/ Agência Brasil (04/04/2014)

Foto: Tânia Rêgo/ Agência Brasil (04/04/2014)

Foto: Tânia Rêgo/ Agência Brasil (04/04/2014)

Foto: Tânia Rêgo/ Agência Brasil (04/04/2014)

Foto: Tânia Rêgo/ Agência Brasil (04/04/2014)

Foto: Tânia Rêgo/ Agência Brasil (04/04/2014)

Foto: Tânia Rêgo/ Agência Brasil (04/04/2014)

Foto: Tânia Rêgo/ Agência Brasil (04/04/2014)

Foto: Tânia Rêgo/ Agência Brasil (04/04/2014)

Foto: Tânia Rêgo/ Agência Brasil (04/04/2014)

Foto: Tânia Rêgo/ Agência Brasil (04/04/2014)

Foto: Tânia Rêgo/ Agência Brasil (04/04/2014)

Foto: Tânia Rêgo/ Agência Brasil (04/04/2014)

Foto: Tânia Rêgo/ Agência Brasil (04/04/2014)

Foto: Tânia Rêgo/ Agência Brasil (04/04/2014)