Santo Amaro ganha segundo Centro de Cidadania LGBT da cidade de São Paulo

Foto: Ricardo Duarte/ InternacionalFoto: Ricardo Duarte/ Internacional
Campeonato Gaúcho 2016: Internacional e Brasil de Pelotas, na arena Beira-rio, em Porto Alegre
31 de março de 2016
Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil (31/03/2016)
Manifestantes realizam Ato pela Democracia no Rio de Janeiro
1 de abril de 2016
583
Compartilhe
Foto: Fábio Arantes/ Secom (31/03/2016)

Foto: Fábio Arantes/ Secom (31/03/2016)

Foto: Fábio Arantes/ Secom (31/03/2016)

Foto: Fábio Arantes/ Secom (31/03/2016)

01/04/2016- São Paulo SP, Brasil- A população LGBT da Capital ganhou ontem (31/03) o seu segundo Centro de Cidadania, inaugurado nesta manhã em Santo Amaro, zona sul. O espaço atende à meta 61 do Plano de Metas da atual gestão, que pretende desenvolver ações permanentes de combate à violência por orientação sexual e/ou identidade de gênero, além de promover a diversidade sexual. Para o prefeito Fernando Haddad, a política de criação dos centros de cidadania tem como objetivo reduzir a vulnerabilidade da população LGBT. A cidade possui o maior orçamento do Brasil dedicado ao segmento. “São Paulo é uma cidade de 12 milhões de habitantes. A tolerância aqui tem que ser cultivada dia a dia. Para que as pessoas vivam em paz e em segurança. A intimidade da pessoa é um assunto privado e cabe ao poder público garantir os direitos universais de todos. Nós estamos dando o testemunho, por meio de ações, de que a intolerância não cabe em São Paulo”, afirmou Haddad.

Foto: Fábio Arantes/ Secom (31/03/2016)

Foto: Fábio Arantes/ Secom (31/03/2016)

01/04/2016- São Paulo SP, Brasil- O novo Centro de Cidadania LGBT da zona sul, assim como a unidade do Arouche (centro), oferecerá atendimento psicológico e social, assessoria jurídica e orientações sobre as políticas públicas da Prefeitura de São Paulo. Além desses serviços, serão realizadas palestras, oficinas e debates abertos para toda a população e encaminhamentos nas áreas de saúde, educação e emprego. Outro serviço será a orientação a educadores, profissionais de saúde e a empregadores sobre o combate ao preconceito.

Foto: Fábio Arantes/ Secom (31/03/2016)

Foto: Fábio Arantes/ Secom (31/03/2016)

01/04/2016- São Paulo SP, Brasil- “Hoje a zona sul amanheceu mais colorida, hoje começam a brotar estas flores que representam a diversidade em São Paulo. Nós queremos em todas as regiões estas unidades que nos representam, que nos cuidam. Isso porque a gente já levou tanta borrachada, tantos tiros, tanto escárnio, tanto palavrão, tanto olhar e tanta repulsa de toda a sociedade. Hoje ter este centro é muito representativo”, avaliou a drag queen Tchaka, que comandou a cerimônia de inauguração. Com mais de 500 m², dividos entre salas de atendimento, sala de testagem de HIV, auditório, sala de reunião e videoteca, o novo Centro de Cidadania LGBT é agora o maior serviço do gênero no país. “Nossas políticas estão servindo de exemplo para outras cidades do país e do mundo, que vieram conhecer o primeiro centro de cidadania, no Largo do Arouche”, disse o secretário Eduardo Suplicy (Direitos Humanos e Cidadania). A unidade contará também com uma unidade móvel, que circulará oferecendo serviços de orientação, apoio e testagem rápida de HIV. “Nas nossas reuniões, a expectativa de público já foi superada. Com a divulgação, vamos ser um ponto de referência em toda zona sul”, explica Paula Legno, 38 anos, técnica de enfermagem e articuladora do centro.

Foto: Fábio Arantes/ Secom (31/03/2016)

Foto: Fábio Arantes/ Secom (31/03/2016)

01/04/2016- São Paulo SP, Brasil- A criação é fruto de uma parceria entre a secretaria municipal de Direitos Humanos e Cidadania (SMDHC) e a Subprefeitura de Santo Amaro. O espaço também conta com apoio da Secretaria Especial de Direitos Humanos do Ministério das Mulheres, Igualdade Racial e Direitos Humanos do Governo Federal. O gerenciamento do serviço será feito pela UNAS Heliópolis em convênio com a SMDHC. Em 2016, serão investidos R$ 1.080.000 no funcionamento do centro, sendo R$ 160.000 do Governo Federal e R$ 920.000 da Prefeitura de São Paulo. A previsão é que mais três centros sejam abertos, nas zonas leste, oeste e norte.

Foto: Fábio Arantes/ Secom (31/03/2016)

Foto: Fábio Arantes/ Secom (31/03/2016)

01/04/2016- São Paulo SP, Brasil- Centro de Cidadania LGBT da zona sul- Rua Dr. Carlos Augusto de Campos, 133, Santo Amaro. Horário de Atendimento: segunda a sexta-feira, das 9h às 21h.

Foto: Fábio Arantes/ Secom (31/03/2016)

Foto: Fábio Arantes/ Secom (31/03/2016)

Foto: Fábio Arantes/ Secom (31/03/2016)

Foto: Fábio Arantes/ Secom (31/03/2016)

Foto: Fábio Arantes/ Secom (31/03/2016)

Foto: Fábio Arantes/ Secom (31/03/2016)

Foto: Fábio Arantes/ Secom (31/03/2016)

Foto: Fábio Arantes/ Secom (31/03/2016)

01/04/2016- São Paulo SP, Brasil- Após a inauguração do centro de cidadania, o prefeito Fernando Haddad visitou a região da subprefeitura Capela do Socorro. Ele vistoriou as instalações do novo Centro de Educação Infantil Hortência, que passou a atender em 2016 cerca de 400 crianças de zero a três anos. Em seguida, acompanhou as obras do Conjunto Habitacional América do Sul, que terá 1188 moradias na região do Grajaú.

Foto: Fábio Arantes/ Secom (31/03/2016)

Foto: Fábio Arantes/ Secom (31/03/2016)