Secretaria do Ambiente do Rio de Janeiro e INEA divulgam nota Técnica sobre Rio Paraíba do Sul

Foto: U.S. Department of State
Secretário de Estado Americano, John Kerry, encontra-se com Mahmoud Abbas
26 de março de 2014
Governo de Minas inaugura Sala de Situação de Eventos Críticos e Hidrológicos
26 de março de 2014
388
Compartilhe
Foto: Luiz Morier/ GERJ

Foto: Luiz Morier/ GERJ

Foto: Luiz Morier/ GERJ

Foto: Luiz Morier/ GERJ

Rio de Janeiro- RJ, 26/03/2014- O secretário de Estado do Ambiente do Rio de Janeiro Indio da Costa apresentou hoje (25/03) o levantamento feito por técnicos do INEA (Instituto Estadual do Ambiente), órgão executivo da SEA, sobre o projeto do governo paulista de captação de água da bacia do Rio Paraíba do Sul. O texto indica a alta dependência da população fluminense da bacia do rio Paraíba do Sul a criticidade de abastecimento no longo prazo da Bacia do Rio Guandu.

Foto: Luiz Morier/ GERJ

Foto: Luiz Morier/ GERJ

Rio de Janeiro- RJ, 26/03/2014- A nota técnica mostra que a bacia do Paraíba do Sul é reserva estratégica para o atendimento atual e das próximas gerações, na própria região hidrográfica e principalmente na bacia do rio Guandu e Região Metropolitana do Rio de Janeiro. Conforme estudos do Plano Estadual de Recursos Hídricos, concluído este ano, há alta criticidade na bacia do rio Guandu, com um nível de comprometimento da disponibilidade hídrica atual de 73,6%. Em longo prazo a situação pode se tornar ainda mais crítica. Os resultados mostram que o comprometimento em 2030 pode variar de 89,2% no cenário mais otimista a 94,7%. Por este motivo, a nota técnica reafirma a necessidade de manter a atual vazão e garantir as regras operacionais visando à segurança hídrica do Estado do Rio de Janeiro e evitando impactos ambientais. A nota técnica afirma que é importante garantir o uso múltiplo dos recursos hídricos, já que o Paraíba do Sul é um rio regularizado, cuja vazão é determinado por meio da operação de um dos mais complexos sistemas hidráulicos do país. Envolve reservatórios, usinas e um sistema de transposição para geração de energia, abastecimento da população, das indústrias e da irrigação, entre outros.