Seedorf, jogador do Botafogo dá palestra no Novo Degase e até apitou uma partida de futebol

Foto: Valter Campanato/ Agência Brasil
Acordo entre garimpeiros e empresa em Serra Pelada é tema de audiência na Câmara
15 de outubro de 2013
Foto: Marcelo Camargo/ Agência Brasil
Estudantes fazem manifestação em São Paulo
15 de outubro de 2013
313
Compartilhe
Foto: André Gomes Melo/ GERJ

Foto: André Gomes Melo/ GERJ

Foto: André Gomes Melo/ GERJ

Foto: André Gomes de Melo/ GERJ

Cerca de 100 adolescentes que cumprem medida sócio-educativa na Escola João Luiz Alves, do Novo Degase, na Ilha do Governador, tiveram uma tarde inesquecível nesta terça-feira (15/10), com a presença do craque Clarence Seedorf.

Foto: André Gomes Melo/ GERJ

Foto: André Gomes de Melo/ GERJ

Como um legítimo professor, o ídolo que veste a camisa 10 do Botafogo deu lições de vida, chamou a atenção de alguns jovens e até apitou uma partida de futebol entre eles.

Foto: André Gomes Melo/ GERJ

Foto: André Gomes de Melo/ GERJ

Bem-humorado, o craque respondeu, num auditório lotado, a cada uma das perguntas dos adolescentes. As questões variavam de como alcançou sucesso no futebol até se sempre foi rico.

Foto: André Gomes Melo/ GERJ

Foto: André Gomes de Melo/ GERJ

– Eu hoje fiquei muito feliz, porque vi nos olhos deles a vontade de fazer alguma coisa na vida. Muitas vezes, esses meninos só precisam de uma orientação. A vida sempre apresenta escolhas para a gente. Espero poder influenciá-los de maneira positiva. Se conseguir salvar uma, duas vidas, já é uma coisa muito boa – disse Seedorf.

Foto: André Gomes Melo/ GERJ

Foto: André Gomes de Melo/ GERJ

Talento precoce que começou a jogar na escola de base do holandês Ajax aos 10 anos e fez sua estreia profissional aos 16, no mesmo time, Seedorf mostrou mais uma vez o carisma e o caráter centrado pelos quais é conhecido, dando alguns conselhos ao pé do ouvido de jovens com olhar de admiração. A plateia vibrou em vários momentos da visita do jogador.

Foto: André Gomes Melo/ GERJ

Foto: André Gomes de Melo/ GERJ

– Nosso papel é educar e mostrar que o que realmente importa é ser uma pessoa de valor e não um jogador de futebol. Os talentos, os que têm mais sorte e podem virar celebridades, são casos extremos. Eu gostaria de utilizar o esporte para dar às crianças valores que sirvam para eles viverem de maneira correta, com autoestima – explicou.

Foto: André Gomes Melo/ GERJ

Foto: André Gomes de Melo/ GERJ

Nascido no Suriname em 1976, o bem-sucedido ídolo, que fala seis idiomas, afirmou que se vê compelido a ajudar jovens como esses a fazer escolhas melhores, por se considerar um afortunado na vida