Segunda fase da Operação Amazônia Viva apreendeu quase 3.000 m³ de madeira em tora

Serra Catarinense registra o sétimo dia consecutivo de temperaturas negativas e geada
4 de agosto de 2020
Operação Pantanal segue com ações diárias integradas de combate a incêndios
4 de agosto de 2020
214
Compartilhe

As ações envolveram policiais militares e civis, peritos do CPC Renato Chaves e fiscais da Semas e do Ideflor-Bio
A Secretaria Estadual de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas) divulgou o balanço da segunda fase da Operação Amazônia Viva, que abrangeu sete pontos do estado, em municípios onde foram detectados focos de calor ou clareiras, mapeados por satélite, entre 13 e 31 de julho.

O resultado foi 29.409 hectares de área validada para embargo; apreensões de 2.751 m³ de madeira em tora, 719 m³ de serrada e 37 m³ de estaca, 10 tratores, cinco caminhões, um reboque, uma caminhonete e uma motocicleta, 35 motosserras, duas placas solares, quatro rádios comunicadores, 11 armas de fogo e 38 munições, 18 acessórios para beneficiamento de madeira, três correntões e dois sopradores.

As ações envolveram policiais militares e civis, peritos do Centro de Perícias Científicas Renato Chaves e fiscais da Semas e do Instituto de Desenvolvimento Florestal e da Biodiversidade do Estado do Pará (Ideflor-Bio). A primeira etapa ocorreu em junho.

Foto: Ascom / SEMAS

Foto: Ascom / SEMAS