Senado Federal está iluminado de vermelho em homenagem ao Dia Nacional de Conscientização da Síndrome de Quilomicronemia Familiar (SQF)

SUPERLIGA BANCO DO BRASIL 20-21: EMS Taubaté Funvic mantém bom ritmo e vence Vedacit/Vôlei Guarulhos
7 de novembro de 2020
O preço do arroz subiu (13,36%) em outubro e no mês anterior o aumento foi de 17,98%.
7 de novembro de 2020
93
Compartilhe

O Senado Federal está iluminado de vermelho em homenagem ao Dia Nacional de Conscientização da Síndrome de Quilomicronemia Familiar (SQF), comemorado na primeira sexta-feira de novembro.

A iniciativa partiu do presidente da Comissão de Assuntos Sociais (CAS), senador Romário (Podemos-RJ), que atendeu ao pedido da Federação Brasileira das Associações de Doenças Raras (Febrararas).

O vermelho, conforme o senador, é a cor do sangue e foi escolhida para chamar a atenção da sociedade por representar uma doença rara que pode se manifestar desde o nascimento até a fase adulta. Se não for diagnosticada precocemente, adverte, a síndrome de quilomicronemia pode levar à morte devido aos altíssimos níveis de gordura no sangue.

Foto: Roque de Sá//Agência Senado

Roque de Sá//Agência Senado

Roque de Sá//Agência Senado

Roque de Sá//Agência Senado

Roque de Sá//Agência Senado