Seringas, agulhas e materiais infectantes foram encontrados misturados ao lixo domiciliar, por equipes da Prefeitura de Belém

O presidente Donald Trump visita um ônibus durante a Mostra de Produtos Made in America na Casa Branca
24 de julho de 2018
Curitibano Adam Robô está na final mundial de competição da Microsoft
24 de julho de 2018
316
Compartilhe

Belem 23 07 2018 Seringas, agulhas e materiais infectantes foram encontrados misturados ao lixo domiciliar, por equipes da Prefeitura de Belém, no Tenoné e na Pedreira, na semana passada. As ocorrências apontam para uma prática irregular e criminosa, que põe em risco a saúde da população e dos profissionais da limpeza urbana.O material encontrado na última sexta-feira, 20, pelo agente de serviços urbanos Maurício Macedo, 48 anos, no Residencial Safira, Tenoné, incluía um dreno toráxico, utilizado para drenagem de gases ou secreções do pós-operatório de uma cirurgia torácica ou cardíaca.No bairro da Pedreira, seringas, agulhas e gazes foram encontradas na quarta-feira, 18, misturadas ao lixo comum na travessa Barão do Triunfo, entre as avenidas Visconde de Inhaúma e Marquês de Herval, por outra equipe de limpeza da prefeitura.Nas duas ocorrências, as equipes da Secretaria Municipal de Saneamento (Sesan) efetuaram o recolhimento e encaminharam os produtos para serem incinerados. A situação está sendo acompanhada pela Divisão de Drogas e Medicamentos da Vigilância Sanitária de Belém, que tenta identificar a procedência desses materiais.foto Fernando Sette

Sesan

sesan

Fernando Sette