Submarino da Marinha brasileira volta dos Estados Unidos, depois de testes com lançamentos de torpedos

Foto: Edson Lopes Jr./ GESP
Governo de São Paulo SP assina convênio com 170 cidades para melhora de gestão ambiental
19 de setembro de 2013
Foto: Boris Loeffert/ IAA
Salão Internacional de Frankfurt (19/09/2013)
19 de setembro de 2013
432
Compartilhe
Foto: Marinha do Brasil

Foto: Marinha do Brasil

Foto: Marinha do Brasil

Foto: Marinha do Brasil

Em sua primeira participação na Comissão “Deployment”, que envolveu o emprego de meios navais e aeronavais da marinha norte-americana,o “Tapajó” realizou 135 dias de mar e concluiu com êxito uma gama de exercícios de variados níveis de complexidade. Adestramentos que contribuíram significativamente para elevar o grau de aprestamento da tripulação. Destacam-se o lançamento instrumentado de dois torpedos MK 48, na raia da Atlantic Undersea Test and Evaluation Center, nas Bahamas, para cumprir uma das etapas do processo de conclusão da modernização do novo sistema de combate integrado do navio (um conjunto de equipamentos que integra a direção de tiro com os sensores de bordo e seus periféricos de auxílio à navegação, permitindo uma acurada compilação do quadro tático) e os adestramentos de guerra antissubmarina, quando o S-33 compôs, juntamente com o Submarino USS “ALBANY” (Classe Los Angeles) um grupo de batalha nucleado no Porta-Aviões USS “HARRY S. TRUMAN” (Classe Nimitz).