TJAM envia lote com 436 armas para destruição pelo Exército, no Amazonas

Cassini fez o seu último e distante flyby da lua de Saturn Titan em 11 de setembro, que definiu a nave espacial em seu mergulho final em direção ao planeta
14 de setembro de 2017
Policia Legislativa Federal faz busca em gabinete de deputado Ezequiel Fonseca(PP-MT) na Câmara
14 de setembro de 2017
529
Compartilhe

14/09/2017- O Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM) encaminhou nesta quinta-feira (13) um lote de 436 armas para serem destruídas pelo Exército Brasileiro. O lote era composto de escopetas, espingardas, pistolas, revólveres, armas de brinquedo, além de 10 metralhadoras, apreendidas pelas polícias Civil e Militar e que faziam parte de processos judiciais em tramitação na Justiça estadual. Somente neste ano, o TJAM já encaminhou mais de duas mil armas para destruição. Foto: Herick Pereira/TJAM

14/09/2017- O Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM) encaminhou nesta quinta-feira (13) um lote de 436 armas para serem destruídas pelo Exército Brasileiro. O lote era composto de escopetas, espingardas, pistolas, revólveres, armas de brinquedo, além de 10 metralhadoras, apreendidas pelas polícias Civil e Militar e que faziam parte de processos judiciais em tramitação na Justiça estadual. Somente neste ano, o TJAM já encaminhou mais de duas mil armas para destruição.
Foto: Herick Pereira/TJAM

14/09/2017- O Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM) encaminhou nesta quinta-feira (13) um lote de 436 armas para serem destruídas pelo Exército Brasileiro. O lote era composto de escopetas, espingardas, pistolas, revólveres, armas de brinquedo, além de 10 metralhadoras, apreendidas pelas polícias Civil e Militar e que faziam parte de processos judiciais em tramitação na Justiça estadual. Somente neste ano, o TJAM já encaminhou mais de duas mil armas para destruição.
Foto: Herick Pereira/TJAM

14/09/2017- O Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM) encaminhou nesta quinta-feira (13) um lote de 436 armas para serem destruídas pelo Exército Brasileiro. O lote era composto de escopetas, espingardas, pistolas, revólveres, armas de brinquedo, além de 10 metralhadoras, apreendidas pelas polícias Civil e Militar e que faziam parte de processos judiciais em tramitação na Justiça estadual. Somente neste ano, o TJAM já encaminhou mais de duas mil armas para destruição.
Foto: Herick Pereira/TJAM

14/09/2017- O Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM) encaminhou nesta quinta-feira (13) um lote de 436 armas para serem destruídas pelo Exército Brasileiro. O lote era composto de escopetas, espingardas, pistolas, revólveres, armas de brinquedo, além de 10 metralhadoras, apreendidas pelas polícias Civil e Militar e que faziam parte de processos judiciais em tramitação na Justiça estadual. Somente neste ano, o TJAM já encaminhou mais de duas mil armas para destruição.
Foto: Herick Pereira/TJAM

14/09/2017- O Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM) encaminhou nesta quinta-feira (13) um lote de 436 armas para serem destruídas pelo Exército Brasileiro. O lote era composto de escopetas, espingardas, pistolas, revólveres, armas de brinquedo, além de 10 metralhadoras, apreendidas pelas polícias Civil e Militar e que faziam parte de processos judiciais em tramitação na Justiça estadual. Somente neste ano, o TJAM já encaminhou mais de duas mil armas para destruição.
Foto: Herick Pereira/TJAM

14/09/2017- O Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM) encaminhou nesta quinta-feira (13) um lote de 436 armas para serem destruídas pelo Exército Brasileiro. O lote era composto de escopetas, espingardas, pistolas, revólveres, armas de brinquedo, além de 10 metralhadoras, apreendidas pelas polícias Civil e Militar e que faziam parte de processos judiciais em tramitação na Justiça estadual. Somente neste ano, o TJAM já encaminhou mais de duas mil armas para destruição.
Foto: Herick Pereira/TJAM

14/09/2017- O Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM) encaminhou nesta quinta-feira (13) um lote de 436 armas para serem destruídas pelo Exército Brasileiro. O lote era composto de escopetas, espingardas, pistolas, revólveres, armas de brinquedo, além de 10 metralhadoras, apreendidas pelas polícias Civil e Militar e que faziam parte de processos judiciais em tramitação na Justiça estadual. Somente neste ano, o TJAM já encaminhou mais de duas mil armas para destruição.
Foto: Herick Pereira/TJAM

14/09/2017- O Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM) encaminhou nesta quinta-feira (13) um lote de 436 armas para serem destruídas pelo Exército Brasileiro. O lote era composto de escopetas, espingardas, pistolas, revólveres, armas de brinquedo, além de 10 metralhadoras, apreendidas pelas polícias Civil e Militar e que faziam parte de processos judiciais em tramitação na Justiça estadual. Somente neste ano, o TJAM já encaminhou mais de duas mil armas para destruição.
Foto: Herick Pereira/TJAM

14/09/2017- O Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM) encaminhou nesta quinta-feira (13) um lote de 436 armas para serem destruídas pelo Exército Brasileiro. O lote era composto de escopetas, espingardas, pistolas, revólveres, armas de brinquedo, além de 10 metralhadoras, apreendidas pelas polícias Civil e Militar e que faziam parte de processos judiciais em tramitação na Justiça estadual. Somente neste ano, o TJAM já encaminhou mais de duas mil armas para destruição.
Foto: Herick Pereira/TJAM

14/09/2017- O Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM) encaminhou nesta quinta-feira (13) um lote de 436 armas para serem destruídas pelo Exército Brasileiro. O lote era composto de escopetas, espingardas, pistolas, revólveres, armas de brinquedo, além de 10 metralhadoras, apreendidas pelas polícias Civil e Militar e que faziam parte de processos judiciais em tramitação na Justiça estadual. Somente neste ano, o TJAM já encaminhou mais de duas mil armas para destruição.
Foto: Herick Pereira/TJAM