Tradições indígenas ao alcance de todos no centro de São Félix do Xingu

NASA Black Brant IX – missão de xadrez para estudar a matéria entre estrelas
18 de abril de 2018
Foi realizada uma correção de rotina da órbita da estação espacial internacional
18 de abril de 2018
495
Compartilhe

Depois de uma abertura de tirar o fôlego na noite anterior, a terça-feira (17) chegou calma à Praça do Triângulo, no centro de São Félix do Xingu, sudeste do Pará, onde cerca de cinco mil índios de 12 etnias participam da Semana dos Povos Indígenas. A ocupação do espaço urbano é uma das características do evento, considerado o maior do gênero no Estado, pela representatividade de tribos. Este ano, além das 21 aldeias Kayapó da região, o encontro recebe participantes do Tocantins, Mato Grosso, Maranhão e Pernambuco, e até de fora do País. Uma delegação equatoriana trouxe artesanato e música para enriquecer ainda mais esses dias.

Redes, mochilas, toucas, pulseiras e apanhadores de sonho podem ser vistos na tenda de Diego Males, da comunidade indígena La Companhia, localizada a cerca de duas horas de Quito. Descendente direto dos Incas, o índio expõe os trabalhos manuais e se apresenta como músico. Tira da flauta pan um som característico, que na manhã desta terça foi a música de fundo dos visitantes da praça. Muita gente passa e fica curiosa para saber de onde vem aquela melodia, típica dos Andes.

FOTO: RODOLFO OLIVEIRA / AG. PARÁ DATA: 17.04.2018 SÃO FÉLIX DO XINGU – PARÁ

FOTO: RODOLFO OLIVEIRA / AG. PARÁ DATA: 17.04.2018 SÃO FÉLIX DO XINGU – PARÁ

FOTO: RODOLFO OLIVEIRA / AG. PARÁ DATA: 17.04.2018 SÃO FÉLIX DO XINGU – PARÁ

FOTO: RODOLFO OLIVEIRA / AG. PARÁ DATA: 17.04.2018 SÃO FÉLIX DO XINGU – PARÁ