Vale anuncia que vai fechar 10 barragens semelhantes à de Brumadinho

O ministro de Minas e Energia,Bento Albuquerque, recebe o presidente da Vale, Fábio Schvartsman
30 de janeiro de 2019
Governo apresenta estratégias para o escoamento da Safra 2018/2019
30 de janeiro de 2019
300
Compartilhe

O presidente da Vale, Fabio Schvartsman, após reunião com os ministros de Minas e Energia, Bento Albuquerque, e do Meio Ambiente, Ricardos Salles, fala à imprensa sobre acabar com dez barragens, como a que se rompeu em Brumadinho.

O presidente da Vale, Fabio Schvartsman, após reunião com os ministros de Minas e Energia, Bento Albuquerque, e do Meio Ambiente, Ricardos Salles, fala à imprensa sobre acabar com dez barragens, como a que se rompeu em Brumadinho.Foto Valter Campanato/Agência Brasil

O presidente da Vale, Fabio Schvartsman, após reunião com os ministros de Minas e Energia, Bento Albuquerque, e do Meio Ambiente, Ricardos Salles, fala à imprensa sobre acabar com dez barragens, como a que se rompeu em Brumadinho.Foto Valter Campanato/Agência Brasil

O presidente da Vale, Fabio Schvartsman, após reunião com os ministros de Minas e Energia, Bento Albuquerque, e do Meio Ambiente, Ricardos Salles, fala à imprensa sobre acabar com dez barragens, como a que se rompeu em Brumadinho.Foto Valter Campanato/Agência Brasil

O presidente da Vale, Fabio Schvartsman, após reunião com os ministros de Minas e Energia, Bento Albuquerque, e do Meio Ambiente, Ricardos Salles, fala à imprensa sobre acabar com dez barragens, como a que se rompeu em Brumadinho.Foto Valter Campanato/Agência Brasil

O presidente da Vale, Fabio Schvartsman, após reunião com os ministros de Minas e Energia, Bento Albuquerque, e do Meio Ambiente, Ricardos Salles, fala à imprensa sobre acabar com dez barragens, como a que se rompeu em Brumadinho.Foto Valter Campanato/Agência Brasil

O presidente da Vale, Fabio Schvartsman, após reunião com os ministros de Minas e Energia, Bento Albuquerque, e do Meio Ambiente, Ricardos Salles, fala à imprensa sobre acabar com dez barragens, como a que se rompeu em Brumadinho.Foto Valter Campanato/Agência Brasil