Vítimas de acidente com ônibus começam a ser enterradas no PR

    75
    Foto: Mariana Honesko/ Jornal O Comércio
    Foto: Mariana Honesko/ Jornal O Comércio

    16/03/2015- União da Vitória- PR, Brasil-  No final da noite do domingo, já perto das 23 horas, uma multidão – 2.500 segundo os militares – aguardavam a chegada no Ginásio Benedito Albino, em São Cristóvão. Por lá, curiosos, amigos, familiares e praticamente toda a imprensa local, regional e nacional, acompanharam a dor da espera e, finalmente, a colocação dos corpos das vitimas. No ginásio, 11 dos 20 espaços reservados foram usados.

    Foto: Mariana Honesko/ Jornal O Comércio
    Foto: Mariana Honesko/ Jornal O Comércio
    Foto: Mariana Honesko/ Jornal O ComércioFoto: Mariana Honesko/ Jornal O Comércio
    Foto: Mariana Honesko/ Jornal O Comércio
    Foto: Mariana Honesko/ Jornal O Comércio
    Foto: Mariana Honesko/ Jornal O Comércio
    Foto: Mariana Honesko/ Jornal O Comércio
    Foto: Mariana Honesko/ Jornal O Comércio
    Foto: Bruna Kobus/ Jornal O Comércio / Portal Vvale
    Foto: Bruna Kobus/ Jornal O Comércio / Portal Vvale

    16/03/2015-  União da Vitória- PR, Brasil- Começam a ser enterrados na manhã desta segunda-feira (16) em União da Vitória, na região sul do Paraná, os corpos das vítimas do acidente de ônibus na Serra Dona Francisca, no norte de Santa Catarina. Os corpos chegaram à cidade por volta das 22h de domingo (15) e, desde então, estavam sendo velados. Até a publicação da reportagem, 51 mortes tinham sido confirmadas pelo Governo de Santa Catarina, com sete pessoas feridas.

    Foto: Bruna Kobus/ Jornal O Comércio / Portal Vvale
    Foto: Bruna Kobus/ Jornal O Comércio 
    Foto: Bruna Kobus/ Jornal O Comércio / Portal Vvale
    Foto: Bruna Kobus/ Jornal O Comércio 
    Foto: Bruna Kobus/ Jornal O Comércio / Portal Vvale
    Foto: Bruna Kobus/ Jornal O Comércio 
    Foto: Bruna Kobus/ Jornal O Comércio / Portal Vvale
    Foto: Bruna Kobus/ Jornal O Comércio 
    Foto: Bruna Kobus/ Jornal O Comércio
    Foto: Bruna Kobus/ Jornal O Comércio
    Foto: Bruna Kobus/ Jornal O Comércio
    Foto: Bruna Kobus/ Jornal O Comércio
    Foto: Bruna Kobus/ Jornal O Comércio
    Foto: Bruna Kobus/ Jornal O Comércio
    Foto: Bruna Kobus/ Jornal O Comércio
    Foto: Bruna Kobus/ Jornal O Comércio
    Foto: Bruna Kobus/ Jornal O Comércio
    Foto: Bruna Kobus/ Jornal O Comércio
    Foto: Bruna Kobus/ Jornal O Comércio
    Foto: Bruna Kobus/ Jornal O Comércio
    Foto: Bruna Kobus/ Jornal O Comércio
    Foto: Bruna Kobus/ Jornal O Comércio
    Foto: Bruna Kobus/ Jornal O Comércio
    Foto: Bruna Kobus/ Jornal O Comércio
    Foto: Bruna Kobus/ Jornal O Comércio
    Foto: Bruna Kobus/ Jornal O Comércio
    Foto: Bruna Kobus/ Jornal O Comércio
    Foto: Bruna Kobus/ Jornal O Comércio
    Foto: Bruna Kobus/ Jornal O Comércio
    Foto: Bruna Kobus/ Jornal O Comércio
    Foto: Bruna Kobus/ Jornal O Comércio
    Foto: Bruna Kobus/ Jornal O Comércio
    Foto: Bruna Kobus/ Jornal O Comércio
    Foto: Bruna Kobus/ Jornal O Comércio
    Foto: Bruna Kobus/ Jornal O Comércio
    Foto: Bruna Kobus/ Jornal O Comércio
    Foto: Bruna Kobus/ Jornal O Comércio
    Foto: Bruna Kobus/ Jornal O Comércio
    Foto: Bruna Kobus/ Jornal O Comércio
    Foto: Bruna Kobus/ Jornal O Comércio
    Foto: Bruna Kobus/ Jornal O Comércio
    Foto: Bruna Kobus/ Jornal O Comércio
    Foto: Bruna Kobus/ Jornal O Comércio
    Foto: Bruna Kobus/ Jornal O Comércio
    Foto: Bruna Kobus/ Jornal O Comércio
    Foto: Bruna Kobus/ Jornal O Comércio
    Foto: Bruna Kobus/ Jornal O Comércio
    Foto: Bruna Kobus/ Jornal O Comércio
    Foto: Bruna Kobus/ Jornal O Comércio
    Foto: Bruna Kobus/ Jornal O Comércio
    Foto: Bruna Kobus/ Jornal O Comércio
    Foto: Bruna Kobus/ Jornal O Comércio
    Foto: Bruna Kobus/ Jornal O Comércio
    Foto: Bruna Kobus/ Jornal O Comércio
    Foto: Bruna Kobus/ Jornal O Comércio
    Foto: Bruna Kobus/ Jornal O Comércio
    Foto: Bruna Kobus/ Jornal O Comércio
    Foto: Bruna Kobus/ Jornal O Comércio