WWF-Brasil: 82% acham que natureza do país não está protegida adequadamente

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil
Greenpeace faz protesto contra o uso de madeira ilegal em frente a Sede da Caixa
18 de novembro de 2014
Um terço dos jovens do mundo vive em situação de vulnerabilidade social
18 de novembro de 2014
725
Compartilhe
Foto: Wellington Pedro / Imprensa MG

Foto: Wellington Pedro / Imprensa MG

Foto: Wellington Pedro / Imprensa MG

Foto: Wellington Pedro / Imprensa MG

18/11/2014 – Brasil – Pesquisa da organização não governamental (ONG) WWF-Brasil  (sigla em inglês para Fundo Mundial para a Natureza) mostra que 82% da população brasileira acreditam que a natureza do país não está protegida de forma adequada. O levantamento, apresentado hoje (18) em Sydney (Austrália), no Congresso Mundial de Parques, foi feito pelo Ibope. Apenas 11% da população acreditam que a natureza está sendo protegida corretamente, enquanto 7% não souberam responder. A pesquisa mostra ainda que 74% dos entrevistados atribuem ao governo a responsabilidade por cuidar das unidades de conservação; 46% aos cidadãos e 20% às ONGs (6% não souberam responder). Na foto: Desmatamentos irregulares no Nordeste de Minas Gerais.

Foto: Parque Serra do Brigadeiro/Imprensa MG

Foto: Parque Serra do Brigadeiro/Imprensa MG

18/11/2014 – Brasil – Os dados mostram que 58% dos entrevistados consideram o meio ambiente e as riquezas naturais motivo de orgulho para o país. O resultado supera a diversidade de opinião da população sobre cultura (37%), esporte (30%), qualidade de vida (28%) e a característica pacífica do país (19%). Para a secretária-geral, o resultado mostra que, apesar do meio ambiente ser considerado importante para a população, o tema não tem recebido a mesma atenção nas discussões políticas. Na foto: Parque Estadual da Serra do Brigadeiro abriga 20% das espécies de muriquis do planeta.

Foto: Carlos Alberto/Imprensa MG

Foto: Carlos Alberto/Imprensa MG

18/11/2014 – Brasil – A pesquisa mostra ainda que a população sabe que preservar o meio ambiente significa garantir a proteção das nascentes, represas e rios (55%) e proteger a diversidade de plantas e animais (65%). “O que a pesquisa deixa claro é que há um descompasso entre as políticas públicas de meio ambiente no Brasil e os anseios da população. Apesar do apreço que o brasileiro tem pelas áreas naturais, da importância delas na vida cotidiana das pessoas, esse tema não é uma prioridade nacional do ponto de vista dos governos”, destaca Maria Cecília. A pesquisa foi feita durante a segunda quinzena de outubro com cerca de 2 mil pessoas em todas as regiões do país. Na foto: Tucano no Parque Estadual do Pau Furado que abriga mais de 900 espécies de fauna e flora identificadas. Fonte: Abr

Foto: Carlos Alberto/Imprensa MG

Foto: Carlos Alberto/Imprensa MG

Na foto: Parque Estadual do Pau Furado, em Uberlândia.

Foto: Parque Serra do Brigadeiro/Imprensa MG

Foto: Parque Serra do Brigadeiro/Imprensa MG

Na foto: Parque Estadual da Serra do Brigadeiro abriga 20% das espécies de muriquis do planeta.